Ir para o conteúdo
Curiosidades

Cinco filmes com mulheres inspiradoras

Muitas mulheres fortes estão na indústria cinematográfica, como diretoras, produtoras executivas, atrizes, entre outros cargos. Além disso, a produção mundial, há algum tempo, preocupa-se em destacar essa força em histórias – algumas baseadas em fatos reais, para deixar claro que lugar de mulher também é nas telonas. Isso marca a crescente presença delas em frente e atrás das câmeras.

Por isso, nosso blog destaca cinco grandes produções em que o protagonismo feminino busca estar à altura de seus grandes trabalhos neste mercado. A lista, certamente deixaria Alice Guy Blaché, a primeira mulher a dirigir um filme em Paris, em 1920, com muito orgulho. Confira. 

As Sufragistas (Suffragette)

(Reprodução)

Esse filme de 2015, dirigido por Sarah Gavron e roteirizado por Abi Morgan, retrata a luta para que as mulheres pudessem votar no Reino Unido no início do século XX. Assim, um grupo de militantes formado unicamente por mulheres, decide ir às ruas, quebrar vidros e estabelecimentos, travando uma guerra para que a igualdade fosse instaurada. Apesar da grande pressão policial e familiar, as sufragistas romperam barreiras e instauraram um grande marco na história daquele país e também da história mundial. Destaque para a personagem Maud Watts, vivida por Carey Mulligan, que, mesmo sem formação política, encanta-se com o movimento e ajuda às novas feministas.

Estrelas além do tempo (Hidden Figures)

(Reprodução)

Com a forte disputa entre os Estados Unidos e a Rússia durante a corrida espacial, três amigas Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) formam uma equipe. Dessa forma, neste filme feito em 2016, são elas que têm um papel fundamental no sucesso da missão Mercury-Atlas 6, que levou pela primeira vez, uma nave com tripulação para a órbita em torno da Terra. O filme é especialmente cativante por mostrar a luta para que seus esforços sejam reconhecidos diante de divisões hierárquicas e machistas dentro da NASA. 

Histórias cruzadas (The Help)

(Reprodução)

Realizado em 2011, esta história demonstra situações de afeto, amizade e confiança em prol dos direitos civis norte-americanos. O filme relata os conflitos e dificuldades sobre as questões raciais entre empregadas domésticas e suas patroas. As personagens vividas por Skeeter (Emma Stone), Aibileen (Viola Davis) e Minny (Octavia Spencer) escrevem um livro sobre os afetos e desafetos dessa relação. 

Absorvendo o tabu (Period End of Sentence)

(Reprodução)

A história documental sobre o uso de absorventes higiênicos para as moradoras das regiões rurais da Índia, rendeu a este filme o Oscar de Melhor Documentário de Curta-Metragem na edição 2020. Feito em 2018, o filme mostra a educação e condições de higiene que, por incrível que pareça, não estão ao alcance de milhares de mulheres daquela região. 

O Sorriso de Monalisa (Mona Lisa Smile)

(Reprodução)

Ambientado nos anos 50, este filme de 2002, conta a transgressão de professoras que abrem os olhos dos alunos, principalmente com relação aos costumes machistas da época. Assim, a professora Katherine Watson, vivida por  Julia Roberts, explica às alunas que o casamento não é a única opção da vida. 

Você concorda com a lista? Deixe aqui nos comentários suas indicações de grandes filmes em que a presença feminina foi marcante para você.

Conheça nossas faculdades