Ir para o conteúdo
Carreiras e Mercado

3 dicas para melhorar o seu networking

Networking

Não importa a profissão, o networking é sempre decisivo para quem quer crescer e conquistar posições interessantes ao longo da carreira. Segundo um artigo publicado no LinkedIn por Lou Adler, CEO da Adler Group, cerca de 85% das vagas de trabalho nos Estados Unidos são preenchidas através de indicações. Sem dúvida, essa informação dá uma nova dimensão à qualidade e quantidade dos contatos que estabelecemos.
Formação, perfil e oportunidade, são fatores muito importantes para quem está buscando uma nova ou melhor colocação mas, sem dúvida, as pessoas que te ajudam a chegar lá são determinantes.

Outro ponto do artigo de Adler, diz que cerca de 80% das vagas nunca chegam a ser divulgadas, ou seja, as oportunidades são repassadas prioritariamente para os círculos mais próximos.

Por outro lado, não basta conhecer pessoas, é preciso se relacionar para que o contato tenha relevância. Coachs de carreira batem na tecla de que um networking bem feito mantém profissionais nos radares de outros profissionais. Já reparou no como você anda fazendo isso? Enviar mensagens perguntando por colocações via redes sociais em momentos de desemprego é relativamente comum, mas quais são as reações de quem as recebe? Se você dificilmente é convidado para um café, talvez esteja fazendo isso de maneira errada.

Com uma diversidade grande de plataformas disponíveis, o mais inteligente é usar cada uma para o seu propósito específico. O LinkedIn é a maior delas no quesito profissional e é possível interagir com pessoas de diferentes posições. Siga ou adicione figuras que considera expoentes no seu campo profissional, faça comentários espertos nas postagens e curta publicações, afinal, quem é visto é lembrado.

Abaixo separamos outras dicas para você colocar essas potenciais habilidades em prática. Confira:

  • Procure pessoas de um nível hierárquico equivalente

Se você já ocupa uma posição de senioridade é pouco provável que vá conseguir oportunidades com alguém que é junior. Conhecer aqueles que ocupam cargos semelhantes aos que se almeja é uma vantagem na hora em que a chance aparecer.

  • Tenha conversas edificantes

Se aproximar das pessoas certas é só o começo. Maior do que isso, é mostrar o quão competente e engajado você é. O estrategista e palestrante motivacional Tony Robbins, diz que a qualidade das perguntas que se faz numa conversa com viés profissional é comparável a sua qualidade de vida e ao desenvolvimento intelectual. Em momentos decisivos como esse, esqueça a timidez e tenha em mente tópicos pertinentes. Na era dos smartphones e suas distrações, ser um bom ouvinte também tem muito valor. Escute. Faça perguntas legais. Repita.

  • Esteja disponível para trocas

Para um networking de qualidade tão importante quanto receber atenção é dar. Normalmente, desenvolvemos afinidades com alguns pares no local de trabalho, mas qual a profundidade da troca dessa relação? Sempre que possível, fale das suas habilidades, de planos futuros e sonhos. Comunicar ao outro que você é alguém cheio de aspirações pode fazer com que ele lembre da sua personalidade e que, em algum momento, diga: “eu conheço alguém com esses gostos, com esse perfil profissional”.

E no final, networking se trata mesmo de construir relações de valor. Existe um interesse por trás desse tipo de contato? Sem dúvida. Porém, um interesse de desenvolvimento de indivíduos com potenciais distintos e úteis a diversos setores da sociedade. Não tenha vergonha de fazer acontecer.

Sabe o que mais pode colaborar para a expansão da sua rede de contatos? Uma especialização. Clique aqui e conheça todas as nossas opções.

Conheça nossas faculdades