Ir para o conteúdo
Crescimento Pessoal

5 autores para te instigar a ler mais

O hábito da leitura ainda é um território a ser explorado no Brasil. Segundo uma pesquisa realizada em 2015 pelo Ibope e encomendada pelo Instituto Pró-Livro, 56% da população lê, enquanto os outros 44% declarou não manter uma rotina de leitura. As motivações para um interesse tão baixo podem variar da simples falta de incentivo dentro das famílias, a dificuldade em acessar ou descobrir obras até a disparidade de oportunidades dentro das classes sociais.

Encontrar narrativas que agradem pode ser um caminho interessante para explorarmos mais a prática e estabelecer definitivamente a leitura como uma atividade indispensável para o cultivo da imaginação e o crescimento de perspectivas sobre o mundo. Abaixo, selecionamos cinco escritores notáveis para você conhecer:

Alain de Botton
Quem acha a filosofia chata ou difícil de ser assimilada ainda não conheceu esse autor. Nascido na Suíça, mas com coração (e sotaque) londrino, de Botton costuma falar da vida cotidiana, desejos e sentimentos com base em pensamentos de gigantes como Sócrates, Nietzsche e Epicuro. Em Consolações da Filosofia, por exemplo, encontramos um pouco de cada um deles. Além disso, de Botton também é criador do projeto School of Life, com canal no YouTube e centros de estudos espalhados pelo mundo.

Ariano Suassuna

Professor, escritor, poeta, dramaturgo e brasileiro. Talvez você seja fã de Suassuna e nem saiba, isso porque eles escreveu clássicos como O Auto da Compadecida e O Santo e a Porca. Esse paraibano é a melhor pedida para quem quer mergulhar na cultura nordestina com propriedade.

Chimamanda Ngozi Adichie
Muitos olhares estão voltados para essa expoente da literatura contemporânea. Autora dos sucessos mundiais Hibisco Roxo e Americanah, Adichie é uma poetisa e escritora nigeriana com muito a dizer sobre a cultura africana e feminismo.

Eduardo Galeano

A América do Sul é um celeiro de grandes escritores e entre os maiores estão o uruguaio Galeano. Ele foi um apaixonado pela construção da cultura do nosso continente e conhecia a fundo também todas as suas mazelas. A obra Veias abertas da América Latina deveria ser uma leitura obrigatória para conhecermos nossas verdadeiras raízes. Em outras oportunidades ele também abordou assuntos mais amenos, como futebol, mas sempre com maestria.

Machado de Assis
Um clássico é um clássico e nada melhor para compreendê-lo do que a não obrigação de consumir a sua obra, não é mesmo? Assim como Eça de Queiroz, Fernando Pessoa e Florbela Espanca, Machado de Assis foi apresentado para nós lá na época do ensino médio, mas talvez não demos a devida atenção para toda sua grandeza. Que tal retomar Dom Casmurro e finalmente decidir se Capitu traiu ou não Bentinho? Pode ser a hora de tirar suas próprias conclusões.

Ler abre portas e nos ajuda a ser mais curiosos. Dê uma olhada nos nossos cursos e continue a sua busca pelo conhecimento.

Conheça nossas faculdades