Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Como controlar as finanças sendo freelancer

freelancer

A vida do profissional freelancer é inconstante. Em algumas épocas sobram trabalhos, em outras a escassez de tarefas preocupam. Além dos prazos apertados, alto volume e a incerteza de quando virão novos trabalhos, a instabilidade financeira é uma da maiores inquietações de quem faz trabalhos pontuais.

Se você é autônomo, provavelmente já passou por alguns apertos na hora de administrar o dinheiro. Por isso, listamos alguns fatores para te ajudar a controlar suas finanças pessoais e não fechar o mês no vermelho, confira:

 

Planeje-se

O primeiro, e mais importante passo, é o planejamento. Faça uma lista e coloque quanto será o seu pagamento e quais serão seus gastos, desta forma, você saberá quanto deve juntar. Uma dica para saber seus gastos espelhar-se nos meses anteriores, assim você terá uma média de quanto precisa.

Para quem não tem uma estabilidade, é preciso pensar além do presente, por isso, projete o quanto será gasto no futuro e calcule o montante que deve ser economizado. Se você, por exemplo, planeja fazer uma compra de alto valor ou uma viagem, será preciso juntar a cada mês uma quantia, portanto, disciplina financeira é tudo.

Faça um orçamento mensal

Em uma planilha, reúna todos os seus gastos fixos como os com moradia, contas de casa, plano de saúde, prestações de carro, entre outros. Desta forma, você saberá quais são despesas mensais. Também leve em consideração os custos com alimentação, transporte e outras compras.

É fundamental que a sua renda mensal seja, em média, 20% superior ao consumo. Desta maneira, resta uma margem para emergências. Se em certo momento sentir que a sua renda está muito restrita, procure cortar gastos que considera supérfluos.

 

Pense como uma empresa

Sendo um profissional autônomo, você é a sua própria empresa. E, como tal, deve controlar todo o dinheiro que entra e sai com muita atenção. Para isso, é essencial que você tenha um fluxo de caixa. Assim, você consegue ter um controle de todas as movimentações financeiras com origem e destino dos montantes, além de identificar gastos não planejados.

Como as finanças de um freelancer é inconstante, é necessário sempre ter dinheiro em caixa para as principais despesas. Isso porque, muitas vezes, o pagamento pode ser feito muito após a entrega do trabalho e as contas não podem esperar, portanto, tenha sempre um capital de giro.

Seja econômico

Gastos desnecessários não combinam com freelancers. Sabendo disso, é preciso economizar sempre e controlar os excessos. Para facilitar, existem alguns apps para o controle financeiro. Eles te ajudam a enxergar todos os seus gastos, dos fixos aos pequenos aos do dia a dia. Dessa forma, você consegue administrar melhor o seu dinheiro.

Se prepare para os imprevistos

Imprevistos acontecem. De um conserto em casa a um problema familiar que te impossibilite de realizar atividades. E, para resolver esses problemas, provavelmente, você precisará de dinheiro. Para não ser pego desprevenido e acabar recorrendo a empréstimos, tenha sempre uma reserva financeira. O ideal é que você consiga poupar cerca de 20% do total que você recebe por mês. Assim, você nunca estará desamparado.

Se você gosta de finanças e quer se especializar no assunto, seja para uso próprio ou para ajudar outras pessoas, conheça nossos cursos de pós-graduação

Conheça nossas faculdades