Ir para o conteúdo
Crescimento Pessoal

Como falar bem: 6 erros que você não deve cometer

mulher reunidas para ilustrar texto com dicas de como falar bem

No próximo dia 10 de junho é comemorado o Dia da Língua Portuguesa, data escolhida em homenagem ao poeta português Luís Vaz de Camões. O idioma, falado por mais de 260 milhões de pessoas e a 5ª língua mais falada no mundo, é o principal aliado de quem busca como falar bem, ter uma boa comunicação, domínio da gramática e adquirir mais vocabulário. Para tanto, a dedicação precisa ser diária e constante, mas todo mundo pode atingir esse objetivo.

Saber se comunicar de uma forma clara e fluida é fundamental para se construir novas relações e crescer profissionalmente. Algumas pessoas têm mais facilidade e conseguem se expressar com naturalidade, mas com treino e empenho a evolução é nítida e você perceberá a diferença. Além disso, quando a pessoa não consegue se comunicar ou colocar para os demais a sua opinião e ideias, ela lida com muitos sentimentos negativos, como insegurança, medo e isolamento.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Por isso, exercitar e desenvolver habilidades de como se expressar melhor é essencial em qualquer fase da vida. Cada vez mais as pessoas têm pressa, vivem na correria e isso acaba impactando em bons diálogos, uma conversa mais tranquila e fortalecimento das relações. Com isso, o primeiro passo é: pense antes de falar, tenha cautela nas palavras e na pontuação para que não haja problemas no entendimento da mensagem que você quer transmitir. Confira os erros que você deve evitar e mais dicas para falar melhor.

Como falar bem: 6 erros que você não deve cometer

1 – Não se atentar à intensidade da voz

Para que não gere incômodos durante uma conversa, seja ela em uma reunião de trabalho ou durante uma interação informal entre amigos, é importante que você adapte a intensidade da sua voz de acordo com o ambiente. Isso também irá contribuir para que todos possam te ouvir bem e tornará a comunicação mais agradável. Ademais, atente-se à velocidade da voz, para que ela não seja rápida ou muito lenta.

2 – Deixar de ouvir o outro

Para falar bem é importante saber ouvir o outro e, assim, aperfeiçoar as próprias habilidades ao prestar atenção na forma de como as pessoas se expressam. É também por meio dos erros que se ouve que você passa a evitá-los. Aproveite essa oportunidade para aprender mais, além de se tornar um melhor ouvinte.

3 – Não prestar atenção na linguagem

Ao se comunicar, tenha em mente para qual público você está falando e, dessa forma, poderá aplicar a linguagem adequada. Em uma conversa mais descontraída com os amigos, você deve usar uma linguagem mais informal, sem a necessidade de um vocabulário mais elaborado e vasto. Em contrapartida, em reuniões de trabalho, seminários ou apresentações públicas, por exemplo, você precisa apresentar uma linguagem mais formal, sendo mais rigoroso com as regras de gramática.

Leia também: Síndrome do impostor: quais os sintomas e como se livrar?

4 – Cometer erros de dicção

Não articular corretamente a boca e falar de forma acelerada podem gerar falta de entendimento da mensagem. Isso é comum ocorrer em situações de muita ansiedade, como em entrevista de emprego ou apresentações em público. Porém, é fundamental prestar atenção na dicção nos hábitos do dia a dia. Comece a perceber se você possui algum vício de linguagem e como está o ritmo da sua respiração em cada frase. Algumas dicas para melhorar a dicção podem ajudar, como falar trava-línguas, fazer leitura de vogais, mover a mandíbula, entre outras.

5 – Não treinar

Como mencionado no início do texto, para falar bem é necessário treinamento e dedicação constante. Uma dica fácil e que deixará você cada vez mais seguro ao conversar com outras pessoas é treinar em frente ao espelho ou gravar para depois fazer uma autoavaliação. Desta forma, você perceberá se a intensidade e o ritmo da sua voz estão adequados, como estão a sua gesticulação e dicção e ajustar o que precisa ser melhorado. Esta prática, inclusive, é muito utilizada pelas pessoas que se apresentam em público, sendo comprovada, assim, a sua eficácia.

6 – Não respeitar as regras da língua portuguesa

Por mais que o português seja a nossa língua materna, estudá-lo será sempre algo contínuo – do mesmo modo ao adquirir qualquer novo idioma. Para falar bem é importante respeitar as regras da língua, prestar atenção na pronúncia das palavras e no uso correto da gramática. Vale também destacar a importância da leitura neste processo, pois ela proporciona o aumento do vocabulário, das referências e, claro, do conhecimento.

Esses são alguns dos principais erros que você não deve cometer e dicas de como falar bem para alcançar mudanças na comunicação e na exposição de ideias e opiniões em um diálogo. Sem esquecer que você irá adquirir mais credibilidade no seu discurso. Agora que conheceu o caminho para se comunicar melhor, o que acha de fazer uma pós-graduação Anhanguera? Confira os cursos de pós-graduação online na área de Ciências Sociais, Serviços e Outros e quem sabe esse seja mais um passo rumo a uma nova certificação.

Conheça nossas faculdades