Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Você já ouviu falar em edtechs? Entenda esse mercado

Por muito tempo, o ambiente escolar permaneceu quase inalterado. Mesmo com as transformações sociais, o formato de aprendizagem manteve a tradição. E foi nesse contexto que nasceram as edtechs, empresas que mapeiam oportunidades com o objetivo de revolucionar as salas de aula, trazendo mais protagonismo para os estudantes através da tecnologia.

O que são, de fato, edtechs?

Os objetivos acompanham o nome: “ed” vem de education (educação, em inglês) e “tech” deriva de technology, que significa tecnologia. As edtechs são empresas que criam modelos e desenvolvem soluções tecnológicas para atender de forma inovadora às necessidades do setor educacional.

Essas startups têm a visão de utilizar a tecnologia para transformar os métodos de ensino e de aprendizagem. Entretanto, seus serviços não se restringem somente a isso. As edtechs podem englobar soluções que envolvem também os setores administrativos, financeiros e operacionais das escolas, por exemplo.

Além disso, essas empresas não atendem apenas a educação básica: suas soluções são versáteis o suficiente para serem aplicadas nos ensinos técnico, superior e corporativo também. 

O papel da tecnologia na educação

Uma das principais vantagens que a tecnologia traz para educação é aumentar o protagonismo dos alunos no aprendizado. As edtechs olham para os alunos individualmente, buscando soluções que desenvolvam suas habilidades e aptidões. Esse modo de enxergar a educação confronta o modelo tradicional, em que o aluno aprendia de forma passiva e atuava mais como ouvinte em sala de aula.

Qual é a importância das edtechs?

As edtechs nasceram para resgatar o interesse de crianças e jovens pela aprendizagem, acompanhando o desenvolvimento e as mudanças da sociedade. Elas utilizam artifícios tecnológicos, como robótica, realidade virtual, simuladores, gamificação, e-learning e inteligência artificial para deixar o ensino mais atrativo. Essas startups entendem que, para a educação ser efetiva e engajadora, ela precisa andar no ritmo dos nossos tempos e se adaptar à nova realidade das pessoas.

Quais são as contribuições efetivas das edtechs no ambiente escolar?

De modo geral, o formato proposto pelas edtechs estimulam a inclusão e a cooperatividade dos alunos. Pode-se dizer que os objetivos dessas empresas são promover no ambiente escolar:

  • Conhecimento irrestrito;
  • Colaboração e trabalho em equipe;
  • Experiências de aprendizagem personalizadas e individuais;
  • Formas variadas de ensinar e de aprender;
  • Protagonismo dos estudantes;
  • Dinamismo nas aulas;
  • Redução da evasão escolar;
  • Maior interatividade entre aluno e professores.

O mercado de edtechs no Brasil

Segundo o levantamento mais recente realizado em 2020 pela Abstartups (Associação Brasileira de Startups), existem 566 edtechs ativas no Brasil. Um mercado que vem crescendo gradualmente, mas que foi impulsionado pelas transformações provocadas pela pandemia, que obrigaram o ensino a se digitalizar mais rápido do que nunca. O setor de edtechs cresceu 26,1% em 2020, quando comparado ao ano de 2019.

A maior parte dessas empresas se concentra na cidade de São Paulo, que compõem 26,1% das edtechs No entanto, o setor também vem crescendo em outras regiões brasileiras. Veja a distribuição dessas startups por região do país:

  • Sudeste: 58,7%
  • Sul: 20,7%
  • Norte: 10,4%
  • Centro-oeste: 8%
  • Norte: 2,3%

O mercado de edtechs, como um todo, promete ser uma aposta promissora para os próximos anos, especialmente com a modalidade de ensino EAD ganhando mais espaço na vida dos estudantes. E você, pensa em fazer uma pós-graduação em Educação? Na Unopar, você encontra diversos cursos para se especializar no setor. Confira já!

Conheça nossas faculdades