Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Quais são as habilidades de toda pessoa com alta inteligência emocional?

cérebro para indicar inteligência emocional

Um conceito relativamente novo vem ganhando cada vez mais espaço em ambientes corporativos e se tornando um ponto chave para o desenvolvimento profissional: a Inteligência Emocional. O conceito foi apresentado pela primeira vez nos anos 1980 pelo doutor em psicologia cognitiva e educacional Daniel Goleman, que defendia que as habilidades de uma pessoa não se medem apenas pelo seu coeficiente intelectual. 

Segundo Goleman, ainda que o nível de conhecimento de uma pessoa pese em seu destaque profissional, é sua habilidade para monitorar suas emoções pessoais que faz com que esse profissional realmente se destaque no trabalho e cresça em sua carreira.

A Inteligência Emocional é a capacidade de administrar as emoções para se alcançar objetivos. Ou seja, é entender seus medos, inseguranças e insatisfações e saber como lidar com eles em prol de conseguir realizar suas atividades com maior êxito.

A Inteligência Emocional no trabalho

Cada vez mais, empresas buscam fazer contratações pela ótica da inteligência emocional. Ter controle emocional no trabalho, saber lidar com suas frustrações e as emoções dos outros são características cada vez mais procuradas em processos seletivos. Os benefícios da inteligência emocional no trabalho são diversos e possuem um impacto direto não apenas no ambiente de trabalho, mas como em toda a relação profissional. 

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Desenvolver essa habilidade pode trazer ao funcionário não apenas um ambiente harmonioso em seu local de trabalho, mas um aumento de produtividade em ideias e resultados, além de uma conquista mais efetiva de objetivos para toda a equipe envolvida, um aprendizado de tarefas e superação de desafios com mais facilidade e até mesmo a ampliação de seus relacionamentos.

Listando assim, é fácil entender porque a inteligência emocional se tornou algo tão essencial para as empresas e recrutadores de talentos. Uma pessoa que tem domínio pleno de sua própria educação emocional se torna um profissional balanceado e tem uma visão diferente para conseguir negociar, produzir e realizar suas tarefas, além de escutar melhor seus líderes e colegas de trabalho.

As características da inteligência emocional

O estudo de Goleman lista uma dúzia de características essenciais para uma pessoa em busca de possuir uma alta inteligência emocional no trabalho. São tópicos a serem trabalhados para quem busca aprimorar sua inteligência emocional e, assim, alcançar com mais facilidade seus objetivos de desenvolvimento e sucesso em suas carreiras. São elas:

  • Autoconsciência emocional
  • Autocontrole emocional
  • Aceitabilidade
  • Orientação ao sucesso
  • Visão positiva
  • Empatia
  • Consciência organizacional
  • Influência
  • Orientação e tutoria
  • Gestão de conflitos
  • Trabalho em equipe
  • Liderança inspiradora

A lista pode parecer extensa, mas alguns tópicos merecem mais destaque e são considerados fundamentais pelos estudiosos de Inteligência Emocional. A empatia, por exemplo, é uma das principais características de uma pessoa com alta Inteligência Emocional. Essas pessoas conseguem entender as questões alheias e se colocar na posição de outras pessoas, uma tarefa que exige desapego de seus próprios sentimentos. 

Leia também: Profissional bem-sucedido: 6 habilidades que você deve ter

Ter a capacidade de enxergar o mundo e as questões profissionais por uma ótica completamente diferente garante uma compreensão muito melhor dos demais parceiros de trabalho, o que resulta em uma relacionamento mais produtivo tanto para os profissionais quanto para a empresa. Para se desenvolver a empatia em ambiente profissional, é fundamental trabalhar a capacidade de escutar e fazer perguntas. É uma habilidade que pode levar tempo para ser desenvolvida, mas altamente recompensadora em sua educação emocional.

A orientação ao sucesso é outro pilar básico da inteligência emocional. É a capacidade de seguir sempre se esforçando para alcançar seus objetivos, mesmo enfrentando uma diversidade enorme de obstáculos e contratempos. Esse foco e determinação pela conquista trabalha sua capacidade de resiliência, até mesmo a habilidade de adaptação diante de condições adversas, abrindo uma perspectiva diferente em relação às circunstâncias adversas, avançando, assim, em direção à meta desejada.

Tentar sempre se lembrar da satisfação que será alcançada quando seu objetivo for alcançado é uma das melhores formas de se lapidar essa habilidade, uma força que ajudará o profissional a seguir sempre em frente. Isso leva a outro ponto fundamental de uma alta Inteligência Emocional, que é a orientação ao sucesso. 

O foco maior em conseguir seus objetivos de forma bem-sucedida gera profissionais com mais proatividade, que chamam para si as responsabilidades de darem o primeiro passo. Pessoas mais seguras e com as emoções sob controle não sofrem pela insegurança causada por algum desafio maior no ambiente de trabalho. Ter um maior controle sobre suas emoções também leva a um profissional mais influente em seu local de trabalho. 

A influência é basicamente a habilidade de conseguir transmitir o seu argumento a outras pessoas de uma forma convincente, principalmente a pessoas que são peças fundamentais para que seus objetivos e missões sejam atendidos. É praticar o convencimento a outra pessoa e lapidar seu poder de persuasão. Pode soar incômodo, mas essa é uma habilidade fundamental em líderes e gestores e muito presente em profissionais com um alto domínio emocional no trabalho.

São diversas peças que podem não parecer se juntarem em um único bloco emocional, mas a inteligência emocional é algo extremamente maleável. Enquanto você treina seu cérebro para a prática de novos comportamentos emocionais, ele busca caminhos e atalhos para tornar cada um deles um hábito. Em algum tempo, suas reações ao ambiente à sua volta passam a se utilizar de sua inteligência emocional de forma natural e intuitiva. Treinar o cérebro é importante e a melhor forma de se deixar comportamentos antigos de destrutivos como parte do passado.

Agora que você já sabe como trabalhar a sua inteligência emocional para melhorar questões da sua vida pessoal, vamos aprimorar sua vida profissional! Fazer uma pós-graduação a distância ou um MBA on-line aumentam as suas chances de crescimento na sua carreira. Saiba mais sobre os nossos cursos e invista no seu futuro com a pós on-line.

Conheça nossas faculdades