Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Intraempreendedorismo: entenda o conceito

Intraempreendedorismo entenda o conceito

Você sabia que é possível ser empreendedor dentro de uma empresa já existente? Esse conceito, que leva o nome de intraempreendedorismo, não é tão novo quanto parece, mas vem sendo cada vez mais utilizado dentro das companhias. Se você está buscando novos desafios no seu trabalho, entenda o que é intraempreendedorismo e, quem sabe, a solução para sua procura.

O intraempreendedorismo

O conceito, criado em 1985 pelo norte-americano Gifford Pinchot III, nasce da intenção de dar liberdade para os funcionários da empresa criarem e desenvolverem projetos de forma independente, mas com auxílio financeiro e suporte de uma equipe multidisciplinar. 

O intraempreendedorismo é, principalmente, exercido por aqueles colaboradores proativos e inovadores, que sempre dão novas ideias e que gostam de desafios. É importante, também, que este profissional tenha senso de pertencimento não só em relação às ideias propostas, mas também à empresa, afinal ele está trabalhando em prol do coletivo.

Independente do tipo de empresa, é importante que haja profissionais com este perfil. São eles que dão vida e renovam as atividades das companhias. Além disso, enxergam soluções onde antes ninguém as via, podendo, até, mudar o rumo das decisões da empresa.

Mas o que pode ser um intraempreendimento?

O conceito pode parecer desconhecido, mas é mais comum do que imaginamos. Sabe quando uma empresa lança um produto novo, que muitas vezes pode até parecer estranho para aquele modelo de negócio? Com certeza ele foi pensado por um time de intraempreendedores. 

Esses produtos, normalmente, surgem da observação por parte desses profissionais de necessidades do mercado. Com essa observação, o colaborador busca soluções junto a uma equipe e desenvolve a melhor solução para suprir as carências. É a famosa “visão de negócio”, mas em um negócio já existente.

O intraempreendedorismo pode ser uma solução para muitas pessoas que saem de seus trabalhos por estarem desmotivados e vão buscar no empreendedorismo a solução, mas acabam se frustrando. Muitas vezes, essas pessoas só querem colocar suas ideias em prática, mas não encontram abertura nas empresas em que trabalham. Nesse caso, os dois lados saem perdendo: a empresa, que perde um profissional criativo, e o colaborador, que muitas vezes não está realmente preparado para um negócio solo.

Se você é um profissional visionário e quer aprimorar as suas habilidades para, quem sabe, se tornar um intraempreendedor, cursar uma pós-graduação é a solução. Conheça nossos cursos nas mais variadas áreas e escolha aquele que vai transformar a sua carreira. 

Conheça nossas faculdades