Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Mulheres na tecnologia: 8 nomes essenciais que você deve conhecer

mulheres na tecnologia

As mulheres se destacam em todas as áreas de atuação, mas pouco se fala sobre a história daquelas que revolucionaram a ciência e a tecnologia. Sim, elas também fizeram contribuições relevantes sobre inovações tecnológicas, computação, jogos e muitos outros assuntos. Mas, quem são essas mulheres na tecnologia

Para te apresentar essas figuras tão importantes, nós separamos 8 mulheres que contribuíram com descobertas tecnológicas que são utilizadas até hoje. Elas foram cientistas, programadoras, desenvolvedoras de softwares e tiveram grande reconhecimento. 

blog banner desconto em pós-graduação

E elas também são importantes por representarem um grupo que é minoria nessa área de atuação em comparação aos homens. Segundo pesquisa realizada pela PretaLab juntamente com a consultoria global Thoughtworks, apenas 31,5% das mulheres ocupam cargos na área de tecnologia.

Pensando nisso, esperamos que as mulheres mencionadas aqui possam ser inspiração. Confira!

8 mulheres na tecnologia para você conhecer

1 – Ada Lovelace

Em meados do século XIX, Ada King Lovelace idealizou o primeiro programa computacional. Conhecida como a condessa de Lovelace, ela analisou e traduziu diversos materiais dos matemáticos da época e, a partir disso, ajudou no desenvolvimento do primeiro algoritmo do mundo.

Apesar de Lovelace não ter máquinas capazes de testar códigos na época, a descoberta foi testada e comprovada anos depois, quando já existiam computadores. Atualmente, ela é considerada a mãe da computação.

2 – Irmã Mary Kenneth Keller

A Irmã Mary Kenneth Keller foi uma importante voz para a inclusão de mulheres na informática e é considerada a primeira mulher a receber um doutorado em ciências da computação. Ela se formou em 1965, na Universidade Washington, mas desde 1958 já dava aulas em oficinas de computação e fundou o departamento de ciências da computação na Universidade Clarke, em Iowa, Estados Unidos. 

Sua contribuição foi fundamental na criação e desenvolvimento da linguagem de programação BASIC, criada para fins didáticos e utilizada até a chegada do sistema Pascal.

3 – Carol Shaw

A engenheira de computação Carol Shaw é considerada a primeira mulher desenvolvedora de jogos digitais. Responsável por criar softwares para jogos e consoles, ela é a idealizadora das “fases” dos jogos de videogame que vão gradualmente aumentando a dificuldade.

Ela também foi uma das primeiras colaboradoras da famosa marca de consoles Atari e trabalhou em grandes desenvolvedoras, como a Actvision.

4 – Frances Allen

Frances Allen foi uma matemática que se destacou na área de otimização de compiladores. Suas descobertas aperfeiçoaram os códigos de computação, auxiliando na otimização de diversos processadores e softwares. Por suas contribuições, ela foi a primeira mulher a receber o prêmio Turing, um dos mais importantes da área de ciências da computação. 

Leia também: 5 mulheres inspiradoras e brasileiras que você precisa conhecer

5 – Katherine Johnson

Katherine Johnson foi a primeira mulher negra a entrar em um curso de pós-graduação na universidade de West Virginia. Formada em matemática, trabalhou por anos na NACA – a atual NASA – e foi uma das responsáveis pelos cálculos da trajetória de voo do foguete Apolo 11 para o’primeiro pouso na lua. É possível conhecer mais sobre ela no filme “Estrelas Além do Tempo”.

6 – Grace Hopper

Um dos feitos de Grace Hopper foi ter solucionado um erro de processamento de dados ao retirar um inseto (chamado de “bug” em inglês) de dentro de uma máquina. A partir disso, surgiu o termo “bug”, que é usado até para se referir aos erros ou problemas em aparelhos eletrônicos . 

Além disso, ela foi a primeira mulher a ter um PhD em Matemática na universidade de Yale, uma das mais importantes dos Estados Unidos. Grace trabalhou na área de tecnologia da marinha estadunidense e foi uma das criadoras da linguagem de programação COBOL, uma das utilizadas nos bancos de dados do mundo dos negócios, e auxiliou na criação do primeiro computador comercializado para o público, chamado de UNIVAC.

7 – Evelyn Boyd Granville

Evelyn Granville foi a segunda mulher negra a receber doutorado em matemática pela Universidade Yale, nos Estados Unidos. Ela se tornou professora e deu aulas em universidades durante a década de 50, até entrar para a IBM, onde passou a desenvolver diversos softwares para a empresa.

Também contribuiu com cálculos para o programa Apollo, da NASA. Em 1967, ela se tornou professora titular do departamento de matemática na Universidade da Califórnia.

8 – Margaret Hamilton

Assim como outras mulheres na tecnologia mencionadas anteriormente, a matemática Margaret Hamilton também teve grande importância no sucesso da missão Apollo 11.

Ela começou sua carreira como programadora em 1959 e, em 1963, aplicou para o projeto da NASA, em parceria com o MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts – um dos mais famosos do mundo na área de ciências da computação -, para desenvolver um software que levasse o homem à Lua.

Primeiro, fez parte da equipe de programação e, com o tempo de trabalho, experiência e conhecimento, ela se tornou diretora de desenvolvimento de software da Apollo. Como reconhecimento pelo seu trabalho, recebeu o prêmio Exceptional Space Act Award, da NASA. 

Depois de conhecer mulheres na tecnologia que fizeram história, que tal investir em uma pós-graduação em 6 meses EAD na área?

Autor: Equipe Blog Portal Pós

O blog do Portal Pós traz conteúdos sobre carreira, mercado de trabalho, tendências e inovação. Aqui você também encontra textos sobre crescimento pessoal, curiosidades e tudo que envolve o mundo da pós-graduação.

Conheça nossas faculdades