Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Por que fomentar o desenvolvimento de pesquisa científica na área da saúde?

Hoje, vamos iniciar com esta pergunta: afinal, por que fomentar o desenvolvimento de pesquisa científica na área da saúde? A produção de pesquisa científica na área da saúde promove mudanças peculiares nos diversos setores sociais, econômicos, tecnológicos e, sobretudo, na saúde.

Nesse contexto, a integração da pesquisa científica e tecnológica proporciona resultados na evolução das evidências científicas na perspectiva retrospectiva e prospectiva com ênfase na área da saúde, sendo factível compreender as problemáticas atuais, avanços no campo da saúde, melhoramento e produções de produtos, tecnologias e redução das desigualdades entre os países.

blog banner desconto em pós-graduação

Diante disso, seria conveniente fomentar e capacitar os pesquisadores na produção do desenvolvimento científico para que promovam a evolução da ciência do país, de forma célere. Portanto, veja a seguir algumas considerações acerca do fomento da pesquisa científica na área da saúde.

Qual é a melhor forma de começar a desenvolver a pesquisa na área da saúde?

Inicia-se a produção de pesquisa científica na área da saúde nas Universidades, colaboradores nacionais e internacionais como também pelos profissionais que trabalham em hospitais e Unidades Básicas de Saúde na modalidade Residência em Saúde.

Além disso, estão inseridos nesse campo programas de iniciação científica, ligas acadêmicas, participações em congressos, publicações de artigos e programas de pós-graduação.

Quando incrementar o desenvolvimento científico?

Você pode incrementar o desenvolvimento de pesquisa científica, preferencialmente, durante a carreira acadêmica, mediante os projetos e programas que são pertinentes a sua Instituição, podendo ser pública ou privada ou buscar no momento que estiver cursando pós-graduação. Sendo assim, ambas formas são apropriadas para melhorar o seu currículo e carreira profissional.

Leia também: 5 dicas científicas que vão auxiliar na produção de artigos na área da saúde

Como funcionam os programas de pesquisa científica?

O funcionamento dos programas de pesquisa científica dependerá da modalidade de ensino (graduação e pós-graduação). Dessa forma, na graduação incluem programas como Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), que tem como finalidade a produção de pesquisa durante a graduação, além de incentivo na pós-graduação, bem como Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), no qual tem como ênfase qualificar os acadêmicos para o desenvolvimento pesquisa tecnológica e inovadora.

A pós-graduação abrange o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que está inter-relacionado com o Ministério da Ciência e Tecnologia, com intuito de viabilizar a realização de pesquisa científica nas modalidades pós-graduação stricto sensu e lato sensu.

Como participar dos programas de iniciação científica?

As participações nos programas de iniciação científica são advindas de bolsas a depender da modalidade escolhida, mas também para ingressar é necessário ter preparação, mérito e qualificação, pois em geral há processos seletivos que englobam provas, projetos de pesquisa e avaliação de competência por meio currículo lattes.

Outros requisitos para participação abrangem alunos devidamente matriculados na Instituição ou profissionais de saúde, podendo ou não estar vinculados na Instituição de origem. 

Quais os benefícios do fomento da pesquisa científica na área da saúde?

A realização da pesquisa científica na área da saúde possibilita o desenvolvimento no país em diversos setores. Para alunos e profissionais de saúde, algumas Instituições asseguram bolsas de estudos, e principalmente favorecem o crescimento profissional, tendo em vista aperfeiçoamento do currículos e capacitação na área da pesquisa escolhida.

Texto escrito por Ana Carolynne Ferreira Lopes

Nutricionista, palestrante, professora, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva, pós-graduanda em Gestão em Saúde, pós-graduanda em Ciência e Tecnologia dos Alimentos, membro do grupo de pesquisa em Gestão em Saúde e membro do grupo de pesquisa em Psiquiatria Nutricional.

Conheça nossas faculdades