Ir para o conteúdo
Carreiras e Mercado

Pitch: como ter um bom argumento e conquistar investidores

Pitch

No mundo do empreendedorismo e startups, ter um bom investidor é sinônimo de apoio financeiro e reconhecimento. Mas para alcançar esse suporte, é preciso apresentar, de forma convincente e objetiva, suas propostas. Muitas vezes, durante essas demonstrações de projetos, existem diversas pessoas expondo suas ideias, por isso, o tempo é curto. Para que todos consigam mostrar seus planos, foi criado o pitch.

Mas afinal, o que é um pitch?

O pitch é uma apresentação sucinta do projeto. O termo, que tem origem no beisebol, significa arremesso, lançamento e é isso que acontece, uma amostra, que deve ser certeira e precisa em poucos instantes para captar o investidor.

Seu objetivo é instigar e envolver os interessados no seu trabalho, mas para ele ser perfeito, não pode causar dúvidas e deve encantar. Tudo isso deve ser feito em poucos minutos. Parece um desafio, mas não é impossível. Por isso, separamos algumas dicas para o pitch perfeito.

Como fazer um bom pitch

Um bom pitch tem que ter de cinco a oito minutos. Neste período, devem ser exposto os principais pontos do seu projeto, como o problema a ser solucionado, os diferenciais, o público-alvo e os resultados esperados com a ideia. Para ser mais ágil, o ideal é que a apresentação tenha por volta de cinco slides.

Veja os 10 principais tópicos para abordar durante o seu pitch:

1- Apresente o projeto

Como dissemos, objetividade é a palavra-chave. Por isso, seja breve na apresentação do seu projeto. Não se estenda, nem queira contar toda a sua história de uma vez.

2- Mostre qual o problema a ser resolvido

Neste momento, exponha o seu conhecimento sobre o assunto em questão e diga como você pode resolver o problema. Mostre dados e estudos que comprovem a sua abordagem.

3- Dê um panorama do mercado

Mostre ao investidor como a sua ideia se sairá no mercado, como poderá se expandir e gerar lucros. Aqui também vale fazer um estudo e apresentar dados, mas sempre de maneira direta e objetiva.

4 – Exemplifique a solução

Você precisa saber como o seu problema será solucionado e isso não pode ficar apenas no campo das ideias. É preciso ilustrar e exemplificar da maneira mais clara e realista possível para fazer os olhos do seu provável investidor brilharem.

5 – Estabeleça um modelo de negócio

Com isso, você vai fazer uma estimativa de como funcionará as finanças da sua empresa. Não precisa ser um modelo final, mas é preciso dar uma ideia de como as coisas acontecerão.

6 – Conheça a concorrência

Muitas ideias parecem únicas e inovadoras, mas nem sempre são. Por isso, é importante fazer um estudo de outras empresas que oferecem um serviço ou produto semelhante ao que você está propondo e destacar os seus diferenciais perante a elas. São a partir deles que as suas chances aumentarão.

7 – Mostre a sua trajetória

Apresentar tudo o que já foi feito no projeto é fundamental para mostrar a sua capacidade de execução e comprometimento. Você pode, por exemplo, mostrar os clientes conquistados, os serviços já realizados, o começo da empresa e o que mais achar pertinente.

8 – Apresente seu time

Valorize o time de profissionais que estão com você. Seja um, dois, três, quantos for. Apresente cada um, fale sobre seu papel no projeto, isso humaniza o seu trabalho e ganha ponto com os investidores.

9 – Mensure o investimento necessário

Exponha ao seu investidor o montante necessário para executar o projeto e mantê-lo ativo. Mostre suas prioridades, como recrutamento de pessoal, captação de recursos tecnológicos, local etc. Não é preciso detalhar em uma longa planilha, basta dar um panorama.

10 – Mostre a visão da startup

Toda empresa tem sua visão bem definida. É ela que norteia o caminho a ser seguido e onde se deseja estar no futuro. E no caso de startups não deve ser diferente. Conte seus objetivos, o quão inovador seu projeto é, a diferença que ele fará para o mercado. Mas faça isso de forma segura e objetiva.

Estudar o mercado e técnicas de venda também é importante para se sair bem nos negócios. Então, que tal fazer um MBA? Conheça nossas opções de cursos e escolha o que mais combina com o seu perfil.

Conheça nossas faculdades