Ir para o conteúdo
Crescimento Pessoal

Autossabotagem: como evitar esse comportamento?

mulher com a expressão de preocupação para indicar autossabotagem

Ao longo da vida, há diversos comportamentos que resultam em empecilhos na realização de metas profissionais e pessoais. Em muitos casos, as pessoas adiam seus sonhos e objetivos porque acreditam que não são merecedoras. Em outros, o processo acontece de forma inconsciente, através de pensamentos negativos. Isso é o que chamamos de autossabotagem.

O que é autossabotagem e como identificá-la?

De acordo com o dicionário, a autossabotagem é definida como “processo de sabotagem que alguém faz a si mesmo, ou seja, são ações que uma pessoa faz e que acabam por prejudicá-la de alguma forma.” Assim, o indivíduo começa a ter atitudes que o punem, de forma que não seja possível atingir o que deseja.

Para identificá-la, é importante prestar atenção nas suas atitudes no dia a dia. Você costuma, por exemplo, adiar tarefas e compromissos? Ou ainda já deixou de aceitar uma promoção no trabalho por acreditar que não está à altura de assumir uma posição mais alta? Situações como essas são comuns e precisam ser combatidas para não prejudicar sua felicidade e realização profissional.

Por que nos autossabotamos?

São diversos motivos que podem levar à autossabotagem. Um deles é quando a pessoa sente que não merece algo. Isso pode acontecer pelas experiências negativas que ela adquiriu ao longo da vida, inclusive na infância. Muitas vezes, os próprios familiares e os ambientes em que essa pessoa cresceu causam essa influência.

Um adulto que desde criança, por exemplo, ouve que não é capaz de realizar algo pode se autossabotar. Afinal, sua autoconfiança foi destruída a todo momento e não foi possível desenvolver essa habilidade. Assim, cria-se um cenário repleto de limitações e que levam ao questionamento de sua capacidade de aceitar que coisas boas podem realmente acontecer com em sua vida.

Outro ponto a ser analisado que leva a esse comportamento autodestrutivo é a baixa autoestima. Dessa forma, a pessoa não tem a capacidade de conseguir reconhecer seus pontos fortes e suas qualidades. Como consequência, ela passa a resistir às novas possibilidades e não se abre para o novo. Isso pode ter relações com traumas passados, inclusive. 

Além disso, ainda há quem tenha medo de ser feliz e de precisar lidar com as consequências do sucesso. Vamos imaginar que você foi reconhecido e irá assumir uma posição de liderança. Com o novo cargo, surgem as novas responsabilidades, que podem incluir lidar com cobranças em excesso e adaptações da rotina para se ajustar à nova função.

Para muitos, só de pensar em passar por essas mudanças já traz uma grande ansiedade e um sentimento de impotência diante das novidades. Com isso, as pessoas não se arriscam e acabam não percebendo que estão se autossabotando. Logo, colocam a culpa do fracasso em outros fatores, de forma que não sejam responsáveis por essas situações. “A culpa é do destino”, alguns podem, inclusive, afirmar.

Afinal, como quebrar esse ciclo de autossabotagem e se desenvolver com sucesso?

O primeiro passo é investir em um processo de autoconhecimento. Para isso, é preciso fazer questionamentos que levem a entender o que você deseja para o futuro e quais são seus objetivos. E essas perguntas valem tanto para a vida pessoal quanto para a profissional. Conhecer a si mesmo é importante para ir atrás de mudanças e quebrar os pensamentos que te impedem de encontrar a felicidade e realização em todos os campos da vida. 

Aqui, é importante conseguir se valorizar e não deixar que a autossabotagem tome conta de você. Encontrar o equilíbrio emocional é fundamental e, para isso, é necessário conhecer suas emoções com a ajuda da inteligência emocional. Vale também começar a visualizar as conquistas futuras para ver todos os benefícios que ela tratá. 

Para vencer a autossabotagem, não hesite em procurar tratamento com um psicoterapeuta. Assim, será possível entender melhor o que leva você a ter pensamentos e comportamentos que lhe impedem de se desenvolver e crescer profissionalmente. Aproveite também para ler sobre a síndrome do impostor e saiba como impedir que ela afete sua carreira. 

Já pensou em fazer uma Pós-Graduação EAD? Com ela, você estuda com total flexibilidade e organiza os melhores dias e horários na sua rotina. Conte com a Pós-Graduação Unic para transformar o seu futuro profissional. Confira os cursos da Pós Unic e escolha a especialização que vai fazer a diferença na sua trajetória.

Conheça nossas faculdades