Ir para o conteúdo
Mercado de Trabalho

Entenda o que é bolsa-auxílio e como conseguir um estágio

jovem de lado com notebook na mão para ilustrar texto sobre bolsa-auxílio

Ao entrarmos na faculdade, podemos ficar um pouco perdidos ou confusos com o que devemos fazer, principalmente com essa nova fase e com as novas responsabilidades, que nos tornam mais “adultos”. Mas o que muitos não sabem é que há alguns recursos que servem para nos ajudar com tudo isso e, inclusive, nos auxiliar com estágios, como é o caso da bolsa-auxílio.

Continue lendo para descobrir o que é bolsa-auxílio e como você pode conseguir a sua!

blog banner desconto em pós-graduação

O que é bolsa-auxílio?

A principal definição para responder a pergunta “o que é bolsa-auxílio?”, que também pode ser conhecida como bolsa-estágio em alguns casos, seria que é um apoio financeiro dado a um aluno de graduação enquanto ele realiza seu estágio obrigatório ou se encontra engajado em projetos de pesquisa dentro de sua faculdade, como iniciações científicas e outros programas existentes.

E por que eu deveria cumprir esse estágio obrigatório? Pois bem, para que você possa se formar na faculdade, é necessário cumprir um total de créditos determinados e que variam de acordo com o curso escolhido, mas que são obrigatórios para que você possa pegar seu diploma.

A partir do momento que você começa a cumprir esses créditos, entram neles os estágios, que fazem parte desse mesmo conceito. Agora, há diversas regras que abordam a realização de estágios e, inclusive, fazem parte da legislação, como a Lei do Estágio (11.788), que prevê a liberação das empresas para oferecerem remuneração ao estudante caso a experiência seja obrigatória à sua graduação.

Se no caso específico o estágio não for obrigatório, os graduandos estagiários devem receber a bolsa-auxílio, que é algo como uma contraprestação, e também outros benefícios envolvidos na negociação e na ajuda ao formando. Dentre essas atividades estagiárias, estão as conhecidas iniciações científicas, que são projetos de pesquisa passíveis de remuneração pelas universidades.

Como eu consigo uma bolsa-auxílio?

Participando de uma oportunidade de estágio, como as que vamos citar abaixo, você consegue solicitar a sua bolsa-auxílio e ganhar os benefícios envolvidos e previstos pela Lei do Estágio. Confira:

  • Estágio obrigatório
  • Estágio não obrigatório
  • Atividades de monitoria
  • Atividades de extensão
  • Atividades de iniciação científica

No caso do estágio obrigatório, ele funciona como uma parte do projeto pedagógico do curso, considerado um ato educativo e que se torna uma exigência à formação do estudante. A duração e o número de horas necessárias e requisitadas pelo estágio varia de acordo com o curso do graduando.

O estágio não obrigatório se baseia em programas de desenvolvimento profissional com a convivência em empresas ou dentro da própria instituição de ensino, também variando de acordo com o curso e seus requisitos. Já as atividades de extensão, monitoria e iniciação científica, se previstas em um projeto pedagógico do curso, são consideradas como estágio e se encaixam no oferecimento de bolsa-auxílio.

Busque suas vagas

A partir do momento em que você se dispõe a realizar sua busca por vagas, como através de conversas com orientadores, com a coordenação do seu curso, para conhecer as oportunidades e parcerias entre a sua instituição de ensino e empresas da área, você abre diversas portas com estágios à disposição.

Outra maneira de buscar essas vagas seria através de portais de vagas. Neles você pode preencher suas informações, fazer o upload do seu currículo, por exemplo, e já se inscrever em processos seletivos que chamarem sua atenção, tudo online e sem a complicação de deslocamento ou pesquisas realizadas pessoalmente para o estudante.

A partir daí é com você, realize suas pesquisas, prepare-se para os processos seletivos, para as entrevistas e para as possíveis empresas parceiras que poderá encontrar, tudo isso fará a diferença no seu futuro profissional. Com a vaga ideal, você poderá se tornar apto a receber uma bolsa-auxílio, por exemplo.

Realize atividades na faculdade

Invista na sua participação em iniciações científicas, realize pesquisas e procure por projetos em que você possa entrar. Essa opção é bastante viável para quem deseja seguir ou tem interesse na vida acadêmica ou na área da ciência, seja qual for seu curso de ingresso.

Um projeto de iniciação científica se baseia em atividades de pesquisa regidas por um orientador, que geralmente também é um professor da instituição de ensino em questão, e oferece ao aluno participante uma bolsa-auxílio, o que funciona como uma recompensa pelo trabalho que ele realizou ou realizará.

Para conseguir ingressar em programas de bolsa de iniciação científica, você geralmente necessita apresentar o seu projeto de pesquisa, com uma remuneração que pode variar de acordo com a duração das atividades e a sua área de estudo.

Outra alternativa que não envolve diretamente a iniciação científica é a questão da residência médica, que apresenta a possibilidade de bolsa-auxílio da residência em questão. Essa possibilidade, porém, é restrita basicamente aos cursos específicos da área da saúde, para quem deseja se especializar em áreas como enfermagem, psiquiatria, entre outras abrangentes possibilidades.

O que eu posso ganhar com a bolsa-auxílio?

Uma das partes de maior interesse dos estudantes é descobrir e conhecer o que pode ser oferecido pelas instituições ou pelas empresas junto à bolsa-auxílio, os benefícios que podem ser incluídos nesse conceito. Por isso trouxemos uma breve lista com algumas das possibilidades de vantagens oferecidas para o graduando.

Confira as diversas formas de pagamento de uma bolsa-auxílio:

  • Remuneração em dinheiro
  • Auxílio com custos de mensalidade, cursos, etc.
  • Vale-transporte
  • Assistência médica
  • Vale-alimentação

Alguns desses benefícios já são reconhecidos por serem oferecidos em ofertas de trabalho comuns, como a própria remuneração em dinheiro, o vale-transporte e o vale-alimentação. Mas uma das maiores vantagens a um estudante, principalmente de uma instituição de ensino privada, é o auxílio com custos de mensalidade.

Caso seja de interesse do aluno, ele pode selecionar o estágio que se encaixe no que ele mais precisa, o que mais seria vantajoso para ele e que poderia trazer mais experiência para a sua atuação na área. Claro que um dos quesitos mais importantes na escolha de um estágio é verificar se você se encontra feliz realizando o que faz.

Por isso, mantenha em mente que os benefícios virão e a sua bolsa-auxílio abre diversas possibilidades, desde que você goste do que faz e se sente seguro e confiante em sua área. Assim as oportunidades baterão à sua porta e você terá acesso aos vários direitos do estagiário com bolsa-auxílio.

Agora que você sabe o que é bolsa-auxílio, realize suas pesquisas e busque pelo que se encaixa melhor em seu perfil profissional e pessoal. Aproveite nossas dicas e siga atrás de seus sonhos!

Texto produzido por Canal Conecta.

Autor: Equipe Blog Portal Pós

O blog do Portal Pós traz conteúdos sobre carreira, mercado de trabalho, tendências e inovação. Aqui você também encontra textos sobre crescimento pessoal, curiosidades e tudo que envolve o mundo da pós-graduação.

Conheça nossas faculdades