Ir para o conteúdo
Você na Pós

Dicas para quem vai começar a pós-graduação

Pós-graduação

Você passou anos na faculdade. Foram muitas aulas, trabalhos em grupo, provas e, por fim, o TCC. A experiência universitária é intensa, muitos cursos têm aulas de cinco a seis vezes por semana. Já a rotina da pós-graduação, apesar de ter menos aulas por semana e até cursos a distância, não fica para trás. Além disso, existem diversas modalidades, tempos de duração e outros detalhes fundamentais na hora de escolher um curso.

Se você está começando ou pensa em se matricular em uma pós-graduação este ano, confira essas dicas para você se programar e se dar bem no curso.

Modalidades de pós

Existem diferentes modalidades de cursos para diferentes objetivos:

Lato sensu

São os cursos de especialização para quem pretende se atualizar e aperfeiçoar os conhecimentos em determinada área. Durante o curso, são realizadas aulas presenciais ou a distância, trabalhos, provas e por fim o TCC ou monografia, atualmente obrigatória apenas em alguns casos.

Um dos cursos nesta modalidade que vem ganhando cada vez mais adeptos é o MBA (Master of Business Administration). Ele nada mais é do que uma especialização em Administração de Empresas.

Stricto sensu

Já os cursos stricto sensu são destinados àqueles que desejam se aprofundar na formação científica e acadêmica. Portanto, se você tem a intenção de ser um professor universitário ou um pesquisador, esta é a modalidade a ser escolhida. Apesar de parecer restritiva, atualmente o mercado também está receptivo aos profissionais com certificados stricto sensu.

Planeje a sua rotina

Ao começar um curso de pós-graduação, não será  apenas o seu conhecimento que se transformará, mas também a sua rotina. É preciso planejamento e dedicação para que as aulas deem resultados.

Para quem faz cursos de lato sensu, a dedicação maior é no momento das aulas. Fora de sala, é importante estudar, fazer exercícios, mas o envolvimento não chega a ser tanto quanto os estudantes de stricto sensu. Neste caso, o comprometimento é muito maior e muitas vezes não há espaço para outras atividades.

Saber a carga horária e as necessidades do curso escolhido é essencial ao começar uma pós-graduação. Verifique os dias de semana em que terá aulas, quando será a semana de prova e a apresentação final. Assim, você conseguirá conciliar a sua vida acadêmica com a profissional sem apertos.

Nos casos de cursos EAD, crie uma rotina de estudos em casa ou onde você preferir. O importante é não achar, que por não precisar frequentar uma sala de aula, o estudo pode ser adiado. É preciso frequentar as sessões de estudos online, realizar os exercícios solicitados e as provas com a mesma disciplina, o que muda é a flexibilidade.

O trabalho de conclusão

No passado, a realização de um trabalho de conclusão de curso para atestar todo o conhecimento adquirido ao longo da pós-graduação era obrigatória. Atualmente, uma resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) afirma que o TCC não é mais necessário nos cursos de lato sensu, apenas para alguns da área da saúde e engenharia em que o conselho de classe determina.

Já os cursos de stricto sensu, como são mais voltados à pesquisa, obrigatoriamente necessitam de um trabalho de conclusão, a chamada dissertação, no caso do mestrado, e tese, no do doutorado. Eles são basicamente todo o fruto do seu estudo ou pesquisa, não apenas um estudo de caso, como acontece no TCC dos cursos lato sensu.

Para realizar tanto um TCC como uma dissertação ou tese, você necessita do auxílio de um professor, o orientador. É ele quem acompanhará a evolução do seu estudo, dará dicas e noções teóricas sobre o tema. O ideal é escolher um professor especialista no assunto abordado. Por isso, pesquise o seu currículo e o de outros alunos orientados por ele.

Se você ainda não começou a fazer uma pós-graduação, mas está planejando, conheça as nossas opções de cursos presenciais e a distância. Com certeza vai se adequar às suas necessidades.

 

Conheça nossas faculdades