Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

O que é ESG e por que você deve se informar sobre isso

As questões socioambientais e financeiras nunca estiveram tão alinhadas quanto hoje. A demanda da sociedade pela transparência das empresas em questões sociais e de sustentabilidade estão cada vez mais altas e já são critérios para investimento. Por isso, é importante saber o que é ESG e como ele é importante para o sucesso de uma companhia.

Neste artigo, falaremos sobre o que significa a sigla ESG, por que ela foi criada e como está impactando o mercado de  investimentos e a estratégia das empresas. Entenda melhor a seguir.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

O que significa a sigla ESG?

ESG é a sigla para as palavras environmental, social and governance, que em português significam ambiental, social e governança. Elas são três categorias ou áreas de interesse muito importantes para os “investidores socialmente responsáveis”.

Isso significa que, ao considerar uma empresa para investir, estes investidores analisam antes se ela corresponde aos seus valores, ao invés de apenas se preocuparem com o lucro ou o risco do investimento.

A sigla surgiu pela primeira vez no relatório de Princípios para o Investimento Responsável, organizado pelas Nações Unidas, em 2006. A partir daí, os critérios ESG foram incorporados às avaliações financeiras das empresas.

Para entender melhor o que é ESG, vamos conhecer o significado de cada palavra da sigla:

Environmental (ambiental)

Esta categoria está relacionada à forma como a empresa lida com as questões ambientais. Alguns critérios são: o uso das energias renováveis, sua relação e gestão do desperdício, poluição da água e do ar que são resultantes de seus negócios.

Leia também: Engenharia Ambiental e Saneamento Básico: por que essa pós combina com você?

Questões como o desmatamento e seu posicionamento e ações em relação às mudanças climáticas também entram neste tópico. Além disso, os investidores levam em consideração a biodiversidade e a fonte de materiais brutos utilizados pela companhia.

Social

Existem muitos aspectos dentro deste critério. O principal deles é em relação aos seus funcionários. Questões como o relacionamento dentro da empresa, se o pagamento é justo, se os direitos trabalhistas são cumpridos, como são as condições de trabalho, entre outros, são levadas em conta.

A missão da empresa e sua relevância para a empresa também é outro ponto importante a ser observado pelos investidores, assim como a relação com os clientes, com os stakeholders e a comunidade em geral.

Governance (governança)

Dentro da sigla ESG, a palavra governance está relacionada à administração da empresa. Para os investidores é importante saber como a companhia é administrada pelas pessoas que estão nos cargos executivos mais altos. Por exemplo, eles atendem aos interesses dos trabalhadores, clientes e parceiros?

As questões financeiras e de contabilidade são transparentes? Como é a relação deles com o governo e com políticos? Todas estas questões precisam ser levadas em consideração.

Para que serve o ESG?

Agora que já entendemos o que é ESG, é hora de saber para que ele serve e qual é a sua importância. Quando a sigla foi criada em 2006, o objetivo principal era desenvolver investimentos sustentáveis que deveriam ser feitos utilizando os critérios ESG.

Ao considerar os critérios ambientes, sociais e de governança, é possível fazer uma análise quantitativa e qualitativa. Isso ajuda os investidores a evitarem empresas que possam representar riscos financeiros. Embora o ESG seja voluntário para muitos países, existe um grande movimento de adesão a estes critérios.

As empresas consideradas mais proativas e com visão focada no futuro entendem que é importante mostrar para a sociedade que o ESG faz parte da sua estratégia de negócio e, principalmente, do seu propósito. E este ponto é muito importante. Se muitas companhias costumavam apenas se mostrar inclusivas e preocupadas com questões socioambientais, o ESG exige que elas realmente sejam parte do negócio. 

Além disso, os investimentos ESG estão crescendo cada vez mais no Brasil. Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), atualmente existem aproximadamente R$ 700 milhões em fundos de ações ESG no país. Já outros países com mercados emergentes como a China, a Rússia e a Arábia Saudita possuem pontuação muito baixa para os riscos ESG e acabam afastando os investidores.

Embora ainda existam alguns problemas que impeçam o uso do ESG por mais companhias, como os padrões de relatórios e os custos para coletar e reportar dados, o futuro deste critério de investimento aparenta ser promissor. As empresas com ESG forte têm demonstrado um bom retorno em seus investimentos, além de baixo risco e resiliência durante os períodos de crise. E isso inspira outras companhias a terem o ESG como um dos focos principais em 2021 e pelos anos seguintes.

Esperamos que você tenha gostado de saber mais sobre o que é o ESG e por que este critério de investimentos é tão importante não só para as empresas, mas para a sociedade como um todo. Após essa leitura, aproveite para conhecer a pós-graduação EAD em Gestão de Projetos.

Conheça nossas faculdades