Ir para o conteúdo
Curiosidades

O que são criptomoedas e como trabalhar com isso?

Bitcoin: o que são criptomoedas?

Mesmo quem não acompanha o mercado financeiro de perto já deve ter ouvido falar sobre as moedas digitais. Se ainda não ouviu esse termo, é provável que já tenha se deparado com a palavra Bitcoin em algum momento, certo? Mas, afinal, qual é a relação entre elas e o que são criptomoedas?

Quer entender um pouco mais sobre elas e como começar a usá-las? Acompanhe esse texto até o final!

O que são criptomoedas?

A criptomoeda é um dinheiro digital e, assim como o que já faz parte do nosso dia a dia, também pode ser usada para comprar bens e serviços. A principal diferença é que ela é uma moeda digital que usa uma criptografia muito forte para garantir a segurança das transações online.

Outra diferença é que, diferente do Real, o Dólar e o Euro, as moedas virtuais não são emitidas pelo governo. Embora elas tenham se popularizado nos últimos anos, esse conceito já existe desde 1998.

Conheça algumas vantagens de trabalhar com criptomoedas:

  • Taxas baixas: geralmente, as transações feitas com moedas virtuais costumam ter custos mais baixos ou até serem isentas de taxas, diferente das transações financeiras tradicionais; 
  • Segurança: como já dissemos, as transações com criptomoedas costumam ser mais seguras. Isso porque elas não vinculam informações pessoais do usuário, o que impede contra furto de identidade;
  • Facilidade de pagamento: com as moedas digitais, qualquer pessoa pode receber ou enviar valores de qualquer lugar, de forma instantânea.

Quais são as principais criptomoedas?

Bom, atualmente existem cerca de 5 mil moedas digitais, então como é impossível falarmos sobre todas elas, escolhemos a mais utilizada.

Bitcoin

A mais famosa entre as moedas virtuais, o Bitcoin (BTC) foi lançado publicamente em 2008 por Satoshi Nakamoto que o descreve como “um sistema de pagamento eletrônico baseado em prova criptográfica ao invés de confiança”. A moeda, criada em meio à crise financeira daquele ano, foi pensada para substituir o dinheiro do papel e para tirar a intermediação dos bancos das transações.

Hoje, analistas estimam que cerca de 100 milhões de pessoas no mundo todo tenham pelo menos 1 satoshi (menor unidade de Bitcoin). Um dos grandes motivos da alta popularidade dessa criptomoeda é a sua valorização. Só em 2020, ele subiu 323%, sendo o investimento mais rentável do ano.

Além do Bitcoin, ainda existem outras moedas digitais populares como Ethereum (ETH), o Tether (USTD), o Ripple (XRP) e o Litecoin (LTC).

Como investir em criptomoedas?

Existem algumas maneiras de investir em moedas digitais. Aqui, vamos te mostrar o caminho mais simples, se você deseja trabalhar com elas. Primeiro, você precisa escolher uma corretora e criar o seu cadastro e a sua carteira.

Leia também: Como começar a investir do zero: 7 dicas para iniciantes

Ao contrário do que muita gente pensa, não é necessário comprar um valor alto de criptomoedas. Na maioria das corretoras, você pode comprar a partir de R$ 50 em Bitcoins, por exemplo.

Para realizar a compra, você precisará realizar depósito da quantia na conta da corretora ou Exchange, fazer a compra do ativo e converter o real para o Bitcoin. Embora seja um processo bem parecido com as transações tradicionais, é muito mais seguro e transparente.

Agora que você já descobriu o que são criptomoedas, quais são as suas vantagens e como é simples usá-las, que tal começar a investir? Aproveite e invista também na sua carreira com a pós-graduação Pitágoras. Com a pós-graduação EAD, você tem flexibilidade para montar sua rotina de estudos. Confira qual curso de pós mais combina com você.

Conheça nossas faculdades