Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Resolução de problemas: qual a importância dessa habilidade?

peças de quebra cabeça sendo juntadas para ilustrar texto sobre resolução de problemas

Manter-se atualizado e desenvolvendo as mais diversas habilidades é uma preocupação constante de profissionais de várias áreas. Cada vez mais as pessoas se dedicam a ampliar seus conhecimentos técnicos e específicos de acordo com as posições ocupadas ou almejadas, mas algumas habilidades já são fundamentais e buscadas por diversas empresas — independentemente do cargo ou área de atuação. Uma das competências mais valorizadas e requisitadas pelas empresas atualmente é a resolução de problemas.

A busca por novas habilidades acontece devido ao alto índice de profissionais competindo pela mesma vaga e, para conseguir se destacar e manter a competitividade em alta, é importante se adaptar. Quer entender melhor a importância e como desenvolver a habilidade de resolução de problemas? Continue acompanhando este artigo que preparamos:

Qual a importância da resolução de problemas para o mercado de trabalho?

Essa habilidade vai muito além de decidir sobre empecilhos simples do dia a dia no trabalho. Na verdade, ela significa a capacidade de criar soluções fora dos métodos tradicionais e também une processos bem definidos para resolver questões que nem sempre estão bem definidas.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

No estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial, a solução de problemas foi apontada como uma das habilidades do futuro, pois cada vez mais teremos que atuar dentro de um contexto de revolução tecnológica — que, hoje, já está em andamento.

Resolver os problemas significa analisar as questões de forma clara e objetiva, como um diagnóstico. Para isso, é importante conseguir se afastar para pensar em cada cenário racionalmente, ressignificar o problema e apresentar novas perspectivas para solucioná-lo.

Leia também: Características de um bom vendedor que todo profissional deve ter

Os profissionais que já possuem essa habilidade são extremamente valorizados, pois demonstram uma combinação de criatividade, pensamento estratégico e segurança em suas ações — essa é a união perfeita entre inteligência emocional e cognitiva. Ao apresentar essa habilidade também mostra à empresa outras aptidões, como:

  • Habilidade de identificar e se antecipar aos problemas;
  • Pensamento lógico e sequencial;
  • Uso da criatividade e aplicação dessa habilidade de forma organizada;
  • Tomada de decisão rápida, segura e efetiva

Como desenvolver a habilidade de resolução de problemas?

O mais indicado é investir no aprendizado contínuo, buscar novos conhecimentos e entender as tendências e desafios da área de atuação. Além disso, as experiências e outras vivências de trabalho também ajudam (e muito!) no desenvolvimento dessa competência, assim como as relações interpessoais que são necessárias para o sucesso na carreira de qualquer profissional — o famoso networking de qualidade.

Listamos algumas dicas para que você estimule esse tipo de pensamento:

  • Mantenha o hábito de aprendizado — não só conhecimentos atrelados à sua função ou cargo, mas sobre outras áreas de conhecimento;
  • Faça exercícios de pensamento lógico;
  • Inclua na sua rotina práticas que estimulem a criatividade;
  • Conviva com pessoas de diferentes culturas e experiências de vida;
  • Estude e pratique o uso de ferramentas que geram soluções.

Tem alguns passos a serem seguidos no processo de aprendizagem da resolução de problemas, mas sempre com o objetivo de organizar e estruturar as respostas certas para cada situação.

Estruturar o problema

É sempre importante pensar antes de agir e entender o contexto e circunstâncias do tema que está em discussão. Para isso, é de extrema importância organizar as perguntas a serem respondidas antes de começar a executar qualquer uma das ações.

Essa é a fase mais crítica de todo o processo porque, muitas vezes, é difícil chegar às respostas corretas, caso as perguntas estejam erradas. É nessa etapa que são definidas as hipóteses de trabalho, abordagem que será utilizada e quais análises serão necessárias. É importante compartilhar com os gestores sobre o conflito, o que tem em mente e de quanto tempo você precisa para solucioná-lo.

Realizar análises

Aqui é onde você vai comprovar (ou não) as hipóteses definidas na etapa anterior. Essa fase deve contemplar um plano de trabalho que tenha coleta de dados, priorize passos mais importantes e defina a execução.

Tradução de resultados em insights e recomendações

Esse momento promove a certificação de quais suposições foram comprovadas ou não, é onde determina as recomendações para resolver a questão do cliente (externo) ou da própria empresa (interno). Pense em possíveis ações, determine as funções da equipe e, por fim, execute o plano.

Outro ponto importante para adquirir a resolução de problemas é treinar a inteligência emocional, que é a capacidade de trazer o melhor de si de forma mais eficiente, além da capacidade de se conectar com o meio social e de produzir os melhores resultados. Algumas empresas têm treinamentos voltados para o desenvolvimento e treinamento dessa habilidade colocando em prática os problemas encontrados no mercado.

Outra característica do profissional que tem essa competência é não ter medo de fazer perguntas, dar atenção aos detalhes ao invés de supor coisas, não ficar apenas na tentativa de encontrar culpados quando o conflito aparece. Paciência e autocontrole também são características fundamentais para o solucionador de problemas.

Para continuar se atualizando e buscando cada vez mais conhecimentos sobre a resolução de problemas, aposte na pós-graduação Unime. Confira as opções de cursos e invista na sua carreira.

Conheça nossas faculdades