Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Na prática, o que pode ser feito para ter um RH humanizado? Veja!

Uma empresa que deseja atuar em grande nível e manter todas as suas equipes em sintonia e alta produtividade, prezando pelo bem-estar de cada colaborador, precisa implementar o RH humanizado.

Esse conceito tem como base enxergar o colaborador como um ser humano antes de vê-lo como um trabalhador e, com isso, entender que ele também tem inseguranças, pontos fracos e momentos de instabilidade. 

Porém, também é ter a consciência de que, com os estímulos corretos e o apoio das figuras de liderança, todo profissional consegue se redescobrir e aumentar seu potencial produtivo. 

banner do evento Gente em Pauta

Como o RH pode ser mais humano na prática?

Uma relação de confiança precisa ser firmada entre a empresa e seus colaboradores para que o RH seja mais humano. A organização precisa demonstrar que se preocupa também com a vida pessoal dos profissionais.

Os colaboradores, por sua vez, precisam ver isso em prática através de uma relação mais próxima com suas figuras de liderança, organização de políticas de incentivo e estruturação da dinâmica de trabalho, visando interferir o mínimo possível na rotina depois do expediente do trabalhador. 

Um RH humanizado ouve as necessidades do colaborador e implementa ações que sejam positivas a partir das demandas de cada um. A atuação de forma humanizada permite que as pessoas tenham voz e, a partir disso, quando o profissional sente que é ouvido, fica mais motivado a melhorar cada vez mais as entregas nos projetos e nas atividades diárias. 

Outra prática fundamental para a gestão de um RH mais humano é colocar o profissional como centro das atenções da empresa. O bem-estar dele sempre estará acima da cobrança pelos seus resultados. 

Naturalmente, as entregas serão de melhor qualidade se o colaborador estiver se sentindo bem e satisfeito com a sua performance e o ambiente no qual ele está inserido.

Portanto, é mais inteligente a empresa promover estratégias que prezam pelo bem-estar e satisfação dos seus profissionais e reconhecê-los pelo bom desempenho do que fazer cobranças excessivas sem demonstrar nenhum tipo de troca nessa relação. 

Como implementar um RH humanizado?

1 – Ofereça benefícios e recompensas

Seja como política de incentivo ou congratulações por metas batidas, benefícios mantêm o colaborador disposto a continuar dando o seu melhor para fazer valer (ou para conquistar) cada auxílio oferecido pela organização. 

Para além de benefícios trabalhistas, a empresa pode fechar parcerias com outros empreendimentos para oferecer descontos em lojas e restaurantes, ingresso para eventos, tanto profissionais como de entretenimento, e também incentivos para que o profissional busque aprimoramento com cursos e pós-graduações. 

Isso demonstra que, para além do que o profissional produz, a empresa se preocupa em como ele está e como ele pretende se desenvolver enquanto estiver vinculado a ela. 

2 – Incentive o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

O profissional precisa conseguir equilibrar sua carreira com momentos de lazer para ter disposição e foco na sua produtividade durante o expediente. 

O equilíbrio entre vida pessoal e profissional é algo que precisa ser incentivado pela empresa, seja através de políticas como limitação da quantidade de horas extras por semana, seja promovendo a discussão da importância do descanso para um bom desempenho profissional.

Nos últimos anos, ficou mais evidente como a manutenção de uma boa saúde mental é fundamental para a nossa carreira. A empresa incentivar seus colaboradores a “desacelerar” quando estão próximos do seu limite é uma atitude de cuidado que serve de base na humanização do ambiente de trabalho. 

3 – Tenha uma comunicação eficaz

Saber se comunicar é fundamental para manter a sincronia do time sem falhas e evitar que desencontros de informações cause estresse e desmotivação dos colaboradores. 

Imagine o quanto é frustrante dedicar um dia inteiro a uma atividade complexa que, futuramente, o colaborador descobre que não era uma prioridade, e que ele poderia ter remanejado seu tempo para executar demandas mais urgentes de forma mais tranquila.

Por este motivo, implementar uma boa comunicação é essencial para prezar pelo respeito à autogestão dos profissionais, que podem organizar sua rotina de forma mais eficiente quando sabem o que e quando precisam entregar. 

4 – Treine as lideranças para uma gestão de qualidade

Se a empresa preza por uma gestão humanizada, mas seus líderes não têm comportamento alinhado com os valores do RH humanizado, a política não será efetiva. 

Apenas com um treinamento adequado, em que todos os gestores entendem os valores que serão aplicados e são fiéis a eles, essa estratégia se mostrará efetiva. 

Cabe também ao departamento de Recursos Humanos organizar pesquisas de clima organizacional para identificar pontos de melhorias e corrigi-las o mais rapidamente possível. Isso é uma das principais responsabilidades de empresas comprometidas com uma cultura humanizada.

Se você se interessa em RH humanizado e quer ter uma imersão completa de dois dias com acesso aos melhores nomes do ramo, então precisa se inscrever no evento Gente em Pauta, que acontecerá nos dias 28 e 29 de junho, às 19h. Participe!

Autor: Equipe Blog Portal Pós

O blog do Portal Pós traz conteúdos sobre carreira, mercado de trabalho, tendências e inovação. Aqui você também encontra textos sobre crescimento pessoal, curiosidades e tudo que envolve o mundo da pós-graduação.

Conheça nossas faculdades