Ir para o conteúdo
Carreiras e Mercado

O que você precisa para se tornar um freelancer

Freelancer

Vivemos em uma época de transformações. Seja por conta das mudanças econômicas ou simplesmente dos hábitos, fato é que o modo como trabalhamos já não é mais o mesmo dos anos 1990, por exemplo.

Hoje em dia, existem muitas alternativas passíveis de geração de renda. E, as vagas para freelancer são a melhor a aposta para quem busca flexibilidade e liberdade para controlar sua agenda. Apesar deste formato ser muito comum em grandes centros, como São Paulo ou Rio de Janeiro, por exemplo, em outros lugares estão dando seus primeiros passos.

Se você se interessa pela possibilidade e quer iniciar uma vida de autonomia profissional, confira as dicas que preparamos:

Planejamento financeiro

Para apostar as fichas em trabalhos exclusivamentes freelancers, é recomendável que se tenha um colchão financeiro para levar a nova rotina. Contando, inclusive, com a entressafra de demandas. Segundo especialistas, a quantia ideal é a correspondente a um ano das suas despesas fixas pagas.

Também será necessário levar outros custos em consideração, como fundo previdenciário, plano de saúde e férias, por exemplo.

Formalização

Esse passo é também muito importante na hora de estruturar a vida profissional autônoma. De acordo com a estimativa de ganhos, analise o que se encaixa melhor: MEI ou Simples.

Na primeira opção é possível fazer todo o trâmite sozinho, desde a abertura da empresa à emissão de notas. Outra vantagem são as taxas atrativas. Já para opção de empresa Simples, será necessário contratar um contador para regularizar os trâmites.

Cuidado com a nova rotina

Quando se abandona um ambiente formal, como um escritório, também se desprende de uma série de regras do dia a dia. O que, de alguma maneira, mantinha-nos organizados no “automático”.

Ao se tornar seu próprio chefe, estabeleça horários para atender às demandas, além das pausas ou momentos de ócio criativo. Neste artigo, falamos do método Pomodoro, que pode ajudar bastante a quem precisa otimizar o tempo de produção. Lembre-se: um ambiente tranquilo e agradável também ajuda a programação diária a fluir melhor.

Foco na transição

Ao decidir ingressar na vida de freela integralmente, é necessário programar essa passagem. O ideal é que ela seja gradual, para que possíveis pontos possam ser revistos se necessários, como o modelo de negócio.

Encontrando clientes

Obviamente a direção da sua procura terá como norte a sua área de atuação, e cada um sabe se essa busca é mais efetiva via internet com anúncios, em grupos ou até no contato pessoal.

Para quem trabalha no meio da comunicação, marketing ou vendas, por exemplo, pode testar as plataformas Workana e Freelancer. Uma outra opção mais abrangente e conhecida é o craiglist, ainda não muito popular no Brasil, mas funciona bem se o serviço oferecido for completamente online e em inglês.

Se tornar autônomo pode ser um plano para a vida, desde que haja dedicação e organização. Se você acredita nesse modelo, dedique-se a buscar mais informações e entender o mercado no qual vai atuar.

Fazer uma especialização também ajuda você a se destacar no mercado freelancer. Clique aqui e conheça todas as nossas opções.

Conheça nossas faculdades