Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

5G: o que é, como funciona e tudo que você precisa saber

mulher com celular com tecnologia 5G

Já pensou baixar arquivos de vídeo em alta definição em menos de 1 minuto ou fazer reuniões e videochamadas sem travar a imagem ou passar por qualquer instabilidade? Essas são apenas algumas das expectativas em relação ao uso do 5G. Mas não é só a alta velocidade que essa tecnologia promete. 

A realidade é que essa nova geração de rede móvel pode trazer muitos outros benefícios e até revolucionar a forma como o mundo se conecta e se comunica. Quer saber o que é, como funciona e o que muda com o 5G? Continue a leitura!

O que é e como funciona o 5G?

O 5G é a quinta geração de redes móveis que as companhias de telefonia móvel começaram a implantar em 2018 e que será o substituto do 4G. Muito mais rápida e econômica, essa tecnologia vai permitir a conexão virtual entre as pessoas e entre máquinas, dispositivos e objetos, também conhecida como Internet das Coisas.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Toda a comunicação sem fio usa frequências de rádio para transportar a informação pelo ar, e o 5G também funciona assim. A diferença é que essa quinta geração usa frequências de rádio mais altas e maiores. Dessa forma, ela conseguirá carregar muito mais informação e de forma mais rápida.

Quais os benefícios do 5G?

Como falamos no início do texto, a alta velocidade e a economia são os grandes benefícios dessa tecnologia, principalmente para as indústrias. Com ela, as empresas passarão a ter uma comunicação muito mais integrada em toda a sua cadeia de produção.  

A latência, ou seja, o tempo desde que damos uma ordem para o nosso aparelho até que a ação seja cumprida, também será muito menor. Dessa forma, as atividades serão executadas em tempo real, permitindo grandes avanços para a medicina, por exemplo. Com a quinta geração de rede, um médico vai ser capaz de operar um paciente de forma remota e com total precisão.

Leia também: 5 blogs de tecnologia para se manter atualizado sobre a área

Além disso, um avanço enorme é a capacidade de dispositivos conectados a uma rede que o 5G poderá suportar, chegando a uma escala de milhões por quilômetro quadrado. Uma casa poderá ter mais de cem dispositivos conectados, trocando informações em tempo real, como smartphones, geladeiras, lâmpadas, circuitos de segurança, entre outros.

Qual é a velocidade do 5G?

Um dos aspectos que geram maior curiosidade sobre essa tecnologia é também uma das suas maiores vantagens. A velocidade do 5G pode variar entre 1 e 10 Gbps. Em comparação com o 4G, significa que é 100 vezes mais rápida.

Para termos uma ideia melhor em relação a essa diferença, podemos comparar o tempo que cada um leva para baixar um filme em alta definição: no 4G, são cerca de 50 minutos. Na quinta geração, são apenas 9. 

E se quisermos entender o tamanho da capacidade da quinta geração, basta fazer um paralelo com o que era possível fazer com as anteriores:

1G (Primeira geração)

Criada na década de 80, era analógica e funcionava apenas para codificar áudio através de sinais de rádio. Foi usada nos primeiros telefones celulares.

2G (Segunda geração)

Iniciada no começo dos anos 90, introduziu a voz digital e permitiu mensagens de texto.

3G (Terceira geração)

Lançada nos anos 2000, possibilitou o uso de dados e de internet nos celulares.

4G (Quarta geração)

Surgiu nos anos 2010, tornando possível a reprodução de vídeos em HD, a realização de partidas de jogos online e outras atividades que a velocidade fornecida pelo 3G ainda não permitia.

Ou seja, a evolução de todas as gerações anteriores levou ao desenvolvimento do 5G. Mas, como vimos, o que ela é capaz de proporcionar está em um nível muito acima até mesmo do 4G.

Quando o 5G chegará ao Brasil?

Embora alguns países como a Coreia do Sul, o Reino Unido e a Suíça já tenham implantado parcialmente o 5G, no Brasil ainda existe um pouco de incerteza. Segundo o edital do leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a previsão é que ele comece a funcionar por aqui em julho de 2022. Porém, as operadoras de telecomunicações ainda precisarão instalar a infraestrutura no país para poder oferecer a conexão.

Sendo assim, o prazo final para que haja cobertura em todo o território nacional é julho de 2029. Enfim, enquanto o 5G ainda não está pronto para uso no mundo todo, já existem muitos esforços sendo feitos para que ele se torne uma realidade. Uma vez que essa tecnologia for totalmente implementada, mudará radicalmente a forma como viveremos e trabalharemos.

E se você se interessa por inovação, tecnologia e negócios, já pensou em investir em um MBA ou pós? Com diversas opções de cursos, a Unime oferece toda a estrutura para que você estude de onde quiser, no seu tempo, além de possibilitar que você obtenha o certificado da sua pós EAD em 6 meses. Acesse o site da Unime, escolha sua pós-graduação ou MBA EAD e dê início à evolução da sua carreira!

Conheça nossas faculdades