Ir para o conteúdo
Você na Pós

6 dicas de como aprender mais rápido e melhor

Como aprender mais rápido e melhor

Um dos maiores desafios citados pelos profissionais é a dificuldade de assimilar uma grande quantidade de conteúdo no pouco tempo que tem disponível. Mas você sabia que através do uso de algumas técnicas, métodos e hábitos é possível aprender em menos tempo e de forma mais efetiva?

É claro que mudar os métodos de estudo não é algo que acontece da noite para o dia, mas se você colocar as dicas a seguir em prática diariamente, conseguirá aprender muito mais rápido e melhor. Veja quais são:

 

1 – Descubra qual é o seu estilo de aprendizagem

Cada pessoa tem um processo diferente para assimilar conteúdo, e assim que você conseguir encontrar o seu, poderá otimizar o seu tempo de estudo e aprender melhor.

Existem três principais estilos de aprendizagem:

Visual: quem tem esse estilo costuma aprender melhor através de estímulos visuais, como vídeos, gráficos, fotos e desenhos, ou seja, toda informação que se pode ver.

Você costuma lembrar mais das informações que são escritas do que as que são faladas, por exemplo? Então, você pode ser um aprendiz visual.

Auditivo: nesse tipo de aprendizagem, as pessoas conseguem reter mais informações através da fala e da escuta. Debates, podcasts, gravações de aulas, leitura em voz alta são recursos que podem ajudar.

Muitas vezes é alguém com talento para a música ou que consegue se concentrar mais ao escutar música suave em volume baixo. Se for o seu caso, existem boas chances de que esse seja seu estilo.

Cinestésico: as pessoas com esse estilo costumam aprender mais através do movimento, da manipulação e da interação com materiais. Elas costumam grifar pares relevantes dos textos, por exemplo.

Você prefere demonstrar como fazer algo do que explicar verbalmente? Se a resposta for sim, você pode ser um aprendiz cinestésico.

Leia mais: Conheça 8 carreiras promissoras que estarão em alta em 2021

2 – Faça anotações no papel

Você sabia que ao escrever no papel, retém mais informações do que quando digita?

Isso acontece porque ao tomar notas à mão, você leva um pouco mais de tempo para escrever, e durante esse tempo, consegue absorver melhor as informações.

Além disso, o fato de precisar resumir as informações com as suas próprias palavras, ajuda a promover a melhor compreensão e memorização.

Então, lembre-se de que esse é um dos poucos casos nos quais a tecnologia não é a nossa aliada. Ao tomar notas, conte com o bom e velho papel para guardar melhor as informações.

 

3- Use métodos efetivos de anotações

Acima, falamos sobre a importância de fazer anotações para memorizar melhor o conteúdo e agora vamos falar sobre como organizá-las através do método Cornell. Ele foi criado em 1940 por um professor, mas ainda é bastante utilizado nos dias de hoje.

Para fazer as anotações, basta escrever o assunto da aula no topo da folha e depois dividi-la em três seções:

  • Uma coluna à direita que ocupe 70% da folha. Escreva nela o título “Anotações”, e durante a aula, escreva os pontos mais relevantes como explicações, exemplos, fórmulas, nomes de autores etc.;
  • Uma outra coluna à esquerda que ocupe 30% da folha. Coloque o nome “Tópicos” e anote palavras-chave relacionadas ao que você escreveu na coluna “Anotações”;
  • Um espaço na parte inferior que ocupe de 5 a 7 linhas com o título “Sumário”. Nele você fará um resumo com as suas próprias palavras sobre o que acabou de aprender.

Quando precisar revisar esse conteúdo comece estudando pela coluna principal, depois releia o que está no canto esquerdo e em seguida, o que está no campo inferior da página. Esse método te ajudará muito a refletir sobre as informações de forma prática.

 

4 – Ensine o que você aprendeu para outra pessoa

Esse é outro método bem eficaz de aprendizagem muito conhecido pelos educadores.

Toda vez que você apresenta um seminário na sala de aula, precisa aprender o conteúdo antes e depois explicar para os colegas com as suas próprias palavras, correto?

Os seminários são uma forma que os professores usam para que você possa aprender ao ensinar para outros alunos.

Então, sempre que possível, procure explicar o conteúdo que você acabou de aprender para outra pessoa.

 

5- Use a técnica mnemônica para memorizar com mais facilidade

Uma das melhores formas de memorizar algo de maneira fácil é através da técnica mnemônica, ou seja, um padrão de letras, sons ou outras associações.  Pode ser uma música, um jingle, uma frase, um acrônimo, um acróstico etc.

Uma técnica mnemônica conhecida é montar frases usando a primeira letra das palabras:

MINHA (Mercúrio), VÓ (Vênus), TEM (Terra), MUITAS (Marte), JOIAS (Júpiter) SÓ (Saturno), USA (Urano), NO (Netuno), PESCOÇO (Plutão).

Esse é apenas um exemplo, mas você pode encontrar a técnica mnemônica que mais combina com você.

 

6- Faça testes para impulsionar o aprendizado

Embora pareça que se dedicar aos estudos durante longas horas seja a melhor forma de aprender, mas a verdade não é bem essa.

Uma pesquisa da Associação Psicológica Americana (APA) demonstrou que alunos que fizeram testes se lembraram da matéria estudada mesmo depois de um longo período. Já os estudantes que tiveram tempo extra para estudar, mas não se testaram, haviam retido menos conhecimento.

Por isso, fazer simulados e responder questionários sempre que aprender algo novo pode te ajudar a fixar o conteúdo na mente.

 

Viu só como existem várias técnicas e hábitos de estudos que pode te ajudar a aprender de forma mais rápida e fácil?

E se você quer aprender muito e receber seu certificado de especialização em apenas 6 meses, a Pós UNOPAR é a melhor opção para você.

Na UNOPAR, você encontra diversas opções de cursos de pós-graduação EAD, com muitas vantagens: material didático e videoaulas exclusivos, tutoria, entre muitos outros benefícios.

Conheça todos os cursos de pós-graduação UNOPAR, inscreva-se hoje e transforme a sua carreira.

Conheça nossas faculdades