Ir para o conteúdo
Mercado de Trabalho

Áreas da Educação: quais os principais salários?

mulher dando aula on-line para ilustrar texto sobre salários das áreas da educação

Não há dúvidas do quanto as Áreas da Educação são essenciais na vida de todas as pessoas. É por meio delas que construímos a base para diversos estudos e formações futuras. Mas isso não significa que o conhecimento advindo destas disciplinas que são aprendidas na escola, por meio dos professores, seja apenas básico, pois ele navega também por temas de grande complexidade do mundo no geral.

Os profissionais formados nas Áreas da Educação geralmente têm o objetivo de lecionar, seja em escolas públicas ou privadas, cursos técnicos, curtos ou livres. Também há oportunidades para trabalhar em empresas, ONGs, pesquisas e iniciação científica. Por isso, o mercado de trabalho depende muito da atuação que a pessoa escolhe e da região que mora. Além disso, caso seja para professor, a disciplina escolhida também pode influenciar, inclusive no salário.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Em alguns casos ou categorias, os valores são estipulados pelo sindicato. Mas, de uma forma geral, os salários de quem trabalha no setor privado costumam ser maiores. Vale destacar ainda que o nível de formação do profissional é outro fator determinante. Com o ensino superior, você já estará preparado para começar a lecionar, mas é importante ter uma especialização.

Antes de tudo, defina os seus objetivos, considere o que mais gosta – e isso inclui a área dentro da educação – e o que mais se identifica. Você também pode fazer uma pós-graduação para aprofundar os seus conhecimentos e ter mais chances no mercado.

Além disso, com as constantes mudanças no Brasil e no mundo, esses profissionais precisam estar constantemente atualizados e buscando novas formas de transmitir o conhecimento aos seus alunos. E esses, por sua vez, precisam ser sempre motivados pelos professores. Atualmente, uma das maiores transformações que a profissão tem enfrentado é o crescimento do ensino remoto, o que impacta também o mercado.

Quais os principais salários nas Áreas da Educação?

Para se ter uma ideia, de acordo com o Ministério da Educação, os docentes que trabalham na educação básica da rede pública recebem, no início da carreira, R$ 2.886,24 – valor de 2020. Em uma média nacional, o salário deste profissional atualmente é de R$ 2.603,00 mensais.

Leia também: Como se capacitar para desenvolver uma carreira em Educação Especial?

O Vagas.com disponibiliza uma média de valor que os professores ganham contabilizados por meio dos salários registrados na plataforma. Segundo o site, a faixa-salarial dos docentes varia dependendo do nível em que eles atuam. Confira:

Educação Infantil: R$ 2.326,00

Ensino Fundamental: R$ 2.500,00

Ensino Médio: R$ 2.872,00

Ensino Técnico: R$ 3.988,00

Ensino Superior: R$ 5.014,00

Ensino a Distância: R$ 2.649,00

O valor também pode sofrer mudanças de acordo com a disciplina ministrada. Veja algumas das mais tradicionais:

Língua Portuguesa: R$ 2.522,00

Matemática: R$ 2.507,00

Educação Física: R$ 2.251,00

Sociologia: R$ 2.334,00

Geografia: R$ 1.616,00

História: R$ 2.149,00

Artes: R$ 2.337,00

Filosofia: R$ 2.552,00

Física: R$ 2.897,00

Inglês e Português: R$ 2.585,00

Como alavancar a carreira sendo professor nas Áreas da Educação

Hoje em dia, muitos professores das Áreas da Educação estão seguindo o caminho do empreendedorismo para obter uma renda extra. Desta forma, além do emprego fixo, você pode apostar em um trabalho autônomo, como, por exemplo, oferecendo suporte online a alunos da disciplina que você leciona, produzir conteúdo especializado para materiais didáticos, para sites etc. Há diversos campos de atuação que podem ser explorados além da sala (ou plataforma) de aula.

Assim como todas as outras profissões, a atualização do professor, independente da sua área, também deve ser recorrente. Mas, como mencionado acima, quando se busca novas formações e especializações, o salário tende a aumentar, assim como as oportunidades. Por isso, para alavancar a carreira como educador, é importante manter os estudos ativos e investir em uma educação continuada.

Além de fazer uma pós-graduação, é interessante participar de workshops, oficinas etc. Além disso, existem muitas palestras, seja presencial ou a distância, que oferecem uma bagagem ampla de conhecimento atualizado sobre o mercado para o qual você atua. Pesquise e busque sempre estar por dentro e atento sobre as mudanças da profissão e como você pode contribuir para aperfeiçoar o ensino direcionado ao seu aluno.

Existem muitas universidades, inclusive, que oferecem uma grade de conteúdo bem ampla. A Anhanguera é uma das universidades que disponibiliza cursos de extensão EAD gratuitos para que você possa conhecer o sistema de aulas da pós-graduação EAD, com o objetivo de potencializar a experiência do aluno e auxiliá-lo no seu desenvolvimento profissional. São diversos cursos up Anhanguera, em várias áreas, com duração de 40 horas por disciplina e certificado de conclusão das aulas.

Conheça nossas faculdades