Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Como se destacar na entrevista? Tutorial com 7 passos

como se destacar na entrevista

Você enviou seu currículo para uma vaga de emprego e foi chamado para a próxima fase? Essa é uma excelente notícia! A entrevista é um momento crucial para conseguir chamar a atenção da empresa e “vender o seu peixe”, o que significa que é necessário se preparar para a conversa e descobrir exatamente como se destacar na entrevista.

banner com a mensagem: invista em você com a pós-graduação EAD. Confira as ofertas e matricule-se.

Para guiar o seu processo de preparação, organizamos um tutorial completo, com 7 passos estratégicos que vão orientar seu comportamento e ações durante o processo seletivo. Pronto para anotar tudo e arrasar na conversa com o recrutador e o gestor?

Como se destacar na entrevista em 7 passos

1 – Se prepare e faça a lição de casa

Se você está aqui, nós temos uma ótima notícia: significa que você já começou da maneira correta, buscando se preparar para o processo seletivo.

Por mais que as entrevistas sejam o momento de mostrar quem você é, seus atributos e conhecimentos técnicos, não é recomendado aparecer sem uma preparação prévia. 

Estudar e pensar nas melhores formas de passar por ele vão “lapidar” a sua postura e organizar as principais informações na sua mente, te ajudando a ser objetivo e passar a mensagem correta.

Isso significa separar um tempo, com alguma antecedência, para “fazer a lição de casa”, que inclui os tópicos a seguir.

Leia sobre a empresa. Você só vai conseguir desenvolver um papo estruturado com o entrevistador se souber falar sobre a companhia em questão, então, se dedique a conhecê-la ao máximo. Pesquise seu histórico, área de atuação, tamanho, objetivos, presença no mercado, valores, cultura e também os detalhes da vaga em questão. Isso tudo vai te dar insumos para conversar de maneira substancial, sem frases vagas que vão “entregar” a sua falta de conhecimento.

Pesquise o recrutador. Além de saber mais sobre a empresa, busque conhecer o recrutador ou gestor. Assim você vai entender mais sobre seu histórico profissional, perfil e tempo na organização, por exemplo. Contudo, tome cuidado com as informações que você mencionar durante a conversa. A ideia é ter uma noção de quem você vai encontrar, e não fazer comentários indelicados, que mostrem que você procurou sobre a vida do profissional ao saber o nome dele.

Tenha clareza de objetivos e prioridades. No momento da preparação, pare para refletir sobre quais são os seus objetivos e prioridades profissionais, relacionando-os com a vaga que está aplicando. Deixar esses itens frescos na memória, com palavras-chave que resumam as suas metas, é uma excelente forma de não se perder ou soar confuso na entrevista.

Repasse seu histórico profissional. Se você já tem alguns anos de carreira, pode ser que os detalhes da sua trajetória não estejam mais tão claros na mente, não é mesmo? Para se lembrar de todos eles, repasse o seu currículo e relembre os destaques da sua caminhada, para que nenhum momento importante seja esquecido durante a conversa.

Pense nas perguntas que quer fazer. Por mais que o protagonismo dos questionamentos deva ser do entrevistador, uma boa entrevista conta com perguntas de ambos os lados. Por isso, com base em tudo que você já estudou sobre a empresa e a vaga, pense com antecedência em quais perguntas você gostaria de fazer.

Antecipe os questionamentos que pode receber. Da mesma forma, já se antecipe e pense em quais perguntas você pode receber do recrutador. Faça uma lista com as questões mais comuns e avalie como pode responder, tomando cuidado para não “decorar” nada e fazer com que o bate-papo fique engessado.

Treine os idiomas que você conhece. Além disso, também treine um pouco os seus idiomas para destravá-los, se for necessário. Fale algumas frases em voz alta, relembre palavras-chave, leia alguns textos e até mesmo faça exercícios de escrita.

2 – Tenha atenção às primeiras impressões

Chegou o grande dia! Agora que você já se preparou, é hora de pensar nas primeiras impressões, porque elas fazem toda a diferença em processos seletivos.

Escolha as suas roupas com atenção, evitando peças curtas, com decote, alças finas, cores muito chamativas, estampas exageradas e transparências. Além disso, confira se as roupas não estão desfiadas, com furos ou amassadas, porque todos eles itens podem indicar desleixo e te prejudicar na entrevista.

Outro ponto importante é a pontualidade. Se programe para chegar com cerca de 10 minutos de antecedência e evite chegar cedo demais. Aparecer na empresa mais de 15 minutos antes do horário marcado pode ser um sinal de ansiedade, e da mesma forma, chegar atrasado passa uma mensagem negativa sobre seu interesse na vaga e cumprimento de prazos.

Por fim, não se esqueça de ser educado e simpático com todos que interagir.

3 – Demonstre confiança e motivação

Imagine que você tem uma empresa e precisa contratar um colaborador. Dentre todos os perfis de candidatos, você escolheria alguém que participou da entrevista sem prestar muita atenção, demonstrando pouco entusiasmo e cheio de inseguranças? Provavelmente não.

Isso mostra por que ter confiança e motivação são duas atitudes chave para se sair bem no processo seletivo. Assim você deixa claro que é um profissional pronto para novos desafios, com toda a segurança e ânimo que a vaga requer.

4 – Acompanhe o perfil do recrutador

Muitas vezes, candidatos ficam sem saber o que fazer durante a conversa, em termos de postura e tom do bate-papo. Ser mais formal ou informal? Ficar com a postura perfeita ou relaxar levemente?

Não há resposta universal para essas dúvidas, contudo, existe uma forma de saber como guiar o seu comportamento: a partir do estilo do entrevistador. Observe atentamente como ele se porta, e não tenha medo de “imitar” o que ele está fazendo. Essa tática funciona muito bem tanto para conseguir manter uma conversa “de igual para igual” quanto para te ajudar a convencer o profissional de que você é a pessoa certa para a posição.

Mas não mude a sua personalidade, ok? Apenas adapte o seu comportamento para que tudo flua mais naturalmente.

5 – Use e abuse do método “STAR” para falar de suas conquistas e experiências

Na hora de falar sobre as suas experiências profissionais, grandes feitos e conquistas, considere usar o famoso método “STAR”, que consiste em organizar a sua fala com uma espécie de storytelling, de acordo com o acrônimo:

  • S – Situação. Comece descrevendo qual o contexto e situação, por exemplo, um projeto que você teve que liderar no emprego anterior.
  • T – Tarefa. Siga com detalhes sobre a sua responsabilidade nessa situação. Aqui, pode ser a liderança do projeto, coordenação da equipe, gerenciamento de um cliente, dentre muitas outras possibilidades.
  • A – Ações. O próximo passo é contar tudo o que você fez para lidar e alcançar bons resultados.
  • R – Resultado. Por fim, fale do que você conquistou nessa situação específica.

Essa tática vai adicionar organização às suas respostas, além de te ajudar a manter o raciocínio lógico, coerência, clareza e objetividade.

6 – Mostre que você se identifica com a cultura da organização

Além de colaboradores muito competentes, que dominam suas áreas técnicas e têm habilidades comportamentais valiosas, os empregadores querem profissionais que combinem com a empresa. Pessoas que se identificam com os valores e culturas conseguem compreender os objetivos do negócio e se adaptam rapidamente ao novo emprego.

Então, use a entrevista a seu favor e deixe tudo isso muito claro para o recrutador. Mostre que você sabe as características da empresa e se identifica com elas, assim você vai conseguir adicionar mais alguns pontos na sua candidatura.

7 – Seja sincero, verdadeiro e nem pense em mentir

Se em algum momento do texto você pensou em mentir para conseguir impressionar o entrevistador, saiba que essa estratégia tem tudo para dar errado. Em um primeiro momento, pode parecer uma tática esperta, afinal, você mostra o que o recrutador quer ver e aumenta suas chances com a empresa. Contudo, a “vida real” não funciona assim.

Pode ser que você se contradiga ainda durante a entrevista, ou que em poucos minutos o profissional de RH perceba a sua mentira, afinal, ele é treinado para avaliar o comportamento humano. Outra possibilidades são se queimar com o mercado, ser demitido com pouco tempo de casa, após perceberem que você não está atingindo as expectativas criadas e perder uma oportunidade que poderia dar certo se você fosse verdadeiro.

É por isso que ser sincero sempre vai ser o melhor caminho. Talvez você demore um pouco mais para conseguir a aprovação em um processo, mas abraçar essa conquista com a certeza de que você foi honesto, e escolhido pela sua personalidade, não tem preço.

Bônus: invista em uma pós-graduação

Para além de todos os tópicos anteriores sobre como se destacar na entrevista, outra maneira de chamar a atenção do mercado de trabalho é ter uma pós-graduação no currículo, sabia? Ela te transforma em um especialista em uma área específica, te mantém atualizado, impacta positivamente no seu senso crítico e ainda transmite a mensagem de que você gosta de novos desafios e está aberto a todas as novas possibilidades que apenas uma pós pode te proporcionar.

Autor: Equipe Blog Portal Pós

O blog do Portal Pós traz conteúdos sobre carreira, mercado de trabalho, tendências e inovação. Aqui você também encontra textos sobre crescimento pessoal, curiosidades e tudo que envolve o mundo da pós-graduação.

Conheça nossas faculdades