Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Qual é o papel do designer instrucional?

Pode até soar um nome diferente, mas o designer instrucional tem um papel muito importante quando o assunto é educação. É ele que cria materiais didáticos, planeja e gerencia projetos e treinamentos educativos. Geralmente, trabalha em empresas de consultoria, editoras, universidades ou instituições de ensino. De uma forma geral, o desafio desse profissional é garantir que os objetivos de aprendizagem para um determinado público de aprendizes sejam concretizados.

O designer instrucional proporciona uma melhor experiência de estudo aos alunos, conhecendo as suas principais necessidades. Assim, ele pode criar materiais, cursos, atividades interativas e outros recursos para ajudá-los de forma direcionada e eficiente. O bom profissional dessa área consegue auxiliar o aluno para que ele absorva conhecimento e se envolva mais nesse processo. Isso porque o designer já conhecerá, de antemão, qual é o perfil do seu público e o que o motivo mais a aprender.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Como funciona o trabalho do designer instrucional?

O design instrucional em si “desenha” materiais de aprendizagem com alto grau de detalhes, a fim de atingir os objetivos já traçados. Dessa forma, é possível transmitir a mensagem de forma assertiva, alinhada com a estratégia e posicionamento de negócios. Isso vale para a educação, como mencionado, mas também para empresas que oferecem treinamentos e cursos, por exemplo. Assim, os colaboradores conseguem absorver o conteúdo, gerar engajamento e atingir os resultados esperados.

Por isso, a importância do designer instrucional no mercado. Ele é como um “engenheiro de cursos” e conhece bem as técnicas e ferramentas que fazem parte do design instrucional. Esse profissional é capaz de criar programas eficazes e de forma otimizada, pois ensinam o máximo possível sem desperdício de tempo. Além disso, são fáceis e simples de consumir, ou seja, didáticos, sempre considerando o perfil do público que irá aprender com eles.

Quando se trata de ensino EAD, que tem ganhado cada vez mais adeptos, inclusive por conta da maior aderência ao formato online, o designer instrucional também é responsável por organizar os cursos em plataformas. Desse modo, consegue adicionar, seguindo o plano instrucional previamente elaborado, trilhas de aprendizagem de acordo com o que os alunos ou colaboradores precisam aprender. Também há outros recursos como videoaulas, e-books, games educativos e aulas ao vivo.

Os treinamentos ou cursos EAD possuem como benefícios a flexibilidade de horário, a possibilidade de estudar quando e onde quiser e a capacidade de chegar a diversos lugares do mundo. O custo também acaba sendo menor, além de poder acessar o conteúdo quantas vezes forem necessárias com o intuito de reforçar o aprendizado e tirar dúvidas. Por isso, o EAD no mundo corporativo também tem crescido muito, por conta dessas vantagens e pelo maior engajamento.

Como se tornar um designer instrucional?

É certo que, pelo grau de importância, o designer instrucional deveria estar mais presente na grade curricular de alguns cursos universitários, como nos de Comunicação, Psicologia, TI e áreas da Educação (Pedagogia, Letras, Matemática, História entre outros), por exemplo. Muitos profissionais graduados, inclusive, lamentam não terem tido contato com as técnicas, ferramentas e abordagem do design instrucional, o que os ajudariam muito nos seus planejamentos.

Leia também: 6 cursos de pós-graduação EAD em Educação

Desta forma, se você tiver interesse em ser um designer instrucional, o primeiro passo é definir a especialidade. Escolha algum tema que você tenha mais afinidade, aliado com o potencial de crescimento no futuro para que possa te oferecer mais oportunidades de trabalho. Caso você já seja especialista em algum assunto, veja a possibilidade, se necessário, de explorá-lo mais, com atualizações e novos conhecimentos, para aumentar a sua bagagem nessa nova fase.

A partir disso, é fundamental começar a estudar sobre teorias e modelos de designer instrucional. Assim, você passará a criar bases para os seus projetos que logo começarão a ser desenvolvidos. Busque também fazer algum curso na área, que atenda às suas necessidades nesta profissão que deseja trilhar. Se você acredita que já possui bastante conteúdo conceitual, parta para um curso ou programa mais prático, que te possibilite obter as habilidades de acordo com o que precisa.

Por fim, monte um portfólio com os seus projetos anteriores, destacando os principais desafios e conquistas obtidas com cada um deles. Isso funcionará como uma vitrine profissional. Vale destacar também que é fundamental se manter atualizado sobre as novas plataformas de ensino do mercado e as tecnologias que serão tendência. Dessa forma, você estará sempre por dentro das novidades do mercado e levará um aprendizado mais eficiente e inovador para o seu público.

O designer instrucional é uma carreira promissora e tem tudo para crescer, sobretudo para aqueles que buscam apresentar abordagens de ensino modernas.  Se você se identificou, aproveite para pesquisar mais sobre a área. Mas, antes, vem conferir os cursos de pós-graduação Pitágoras. No EAD, você terá a sua certificação em menos de um ano, num prazo de 6 ou 10 meses, tendo grandes chances de evoluir ainda mais na sua carreira.

Conheça nossas faculdades