Ir para o conteúdo
Você na Pós

Planejamento financeiro: como se planejar para começar a pós-graduação?

mão fazendo contas na calculadora para ilustrar texto sobre planejamento financeiro

Cada vez mais é exigido que os profissionais se tornem ainda mais qualificados. Para que isso aconteça, é preciso continuar estudando mesmo após a graduação – o que torna um curso de especialização imprescindível na busca pelo sucesso profissional. No entanto, além da vontade de iniciar um novo curso, existe uma questão que é preciso se atentar: o dinheiro. É aí que entra a ideia de fazer um planejamento financeiro.

É criando um plano que se consegue organizar os gastos e saber se é possível arcar com os custos mensais de uma pós-graduação. Mas apesar de o dinheiro ser a moeda de troca mais importante na nossa sociedade, ele não precisa necessariamente ser visto como um obstáculo na conquista do seu objetivo profissional.

banner-estuda-week

Qual é a importância do planejamento financeiro na hora de fazer uma pós-graduação?

Fazer um planejamento financeiro é fundamental em diversos momentos e, no caso de cursar uma pós-graduação, não é diferente. Isso porque é a melhor maneira de evitar dívidas, conseguir pagar todas as suas contas em dia e ainda saber que não ficará sem nenhum centavo em caso de necessidade.

Além disso, escolher um curso, seja uma especialização ou MBA, por exemplo, significa que você precisará investir dinheiro por um período relativamente longo de tempo – que pode ser entre seis meses até um ano e meio, pelo menos. Se você não tem dinheiro para tal, como colocar esse plano em prática?

Mas diferente do que muita gente pensa, não é necessário já ter uma enorme quantia de dinheiro para fazer um planejamento. Basta começar aos poucos e pensar de acordo com os seus ganhos reais e os gastos. Confira algumas dicas para montar um planejamento financeiro e começar uma pós-graduação:

1 – Faça uma análise de todos os ganhos e gastos

O primeiro passo para que você tenha um controle do seu orçamento é anotar quanto você ganha e quanto gasta por mês. Isso significa, portanto, incluir a sua renda mensal, os seus gastos fixos e variáveis e fazer uma avaliação da sua situação financeira.

Os gastos chamados de “fixos” são aqueles obrigatórios, que não tem como escapar: aluguel, contas de água, luz, internet e telefone, além da alimentação, por exemplo. Já os variáveis consideram custos com lazer ou outras necessidades que podem surgir e não possuem o mesmo valor todos os meses. 

Fazer essa análise vai permitir que você saiba qual é o limite do seu orçamento e, também, é uma maneira de identificar em quais setores você mais gasta para reduzir o valor despendido neles.

2 – Elimine gastos desnecessários

Na busca por uma vida mais econômica, é preciso entender que nem sempre se pode comprar um sapato ou uma roupa, pedir comida por delivery ou sair todos os finais de semana. Então, considere se os seus gastos variáveis são realmente necessários ou se podem ser reduzidos para te ajudar a ter um dinheiro a mais para pagar a pós-graduação. 

Fazer um planejamento com dinheiro envolve muitos fatores, inclusive abrir mão de certos luxos com os quais estamos acostumados para cumprir os objetivos que queremos. Isso significa que você precisa repensar alguns aspectos do seu estilo de vida, adequando-o ao seu objetivo profissional e à sua realidade financeira. 

3 – Se organize para pagar as contas em dia

Se você tem o hábito de deixar para pagar as contas no dia do vencimento, é preciso deixá-lo de lado. Além de ser um péssimo costume, é muito fácil esquecer o dia do pagamento e, então, ter que lidar com juros por contas atrasadas.

O melhor a ser feito é colocar as despesas fixas em débito automático ou deixá-las à vista (na geladeira, por exemplo), assim você não corre o risco de atrasá-las. É importante lembrar que existem contas que oferecem descontos se forem pagas antes do prazo.

4 – Especifique as suas metas

Uma boa dica para melhorar a sua relação com o dinheiro é estabelecer metas, estipulando a quantia que você deseja guardar por mês para fazer a pós-graduação e pagar as mensalidades do curso.

Essa é a hora de poupar o seu dinheiro de maneira efetiva e, se possível, fazer um investimento, como poupança ou Tesouro Direto, para aumentar o rendimento. Se você não entende muito sobre o assunto, uma dica é conversar com conhecidos que têm mais conhecimento sobre o tema ou procurar informações na internet, por meio de fontes confiáveis, vídeos no YouTube e até mesmo artigos sobre economia e investimentos.

5 – Fique de olho nas promoções

Outra solução para quem quer começar uma pós-graduação e que vai além de poupar as economias é ficar de olho nas ofertas. Aqui, é possível encontrar possibilidades de cursos que oferecem bolsas e descontos, como na Estuda Week, para pagar menos nas mensalidades. Além disso, você pode se inscrever na nossa newsletter para receber os descontos por e-mail em primeira mão. Que tal?

Conte com a pós-graduação Unopar para transformar a sua carreira e garanta todos esses benefícios:

✔  Plataforma de ensino exclusiva, que une tecnologia e educação;

✔  Suporte do tutor para tirar dúvidas, orientar e criar discussões nos fóruns;

✔  Certificação digital reconhecida pelo Ministério da Educação e disponível em 24 horas úteis após a conclusão da pós-graduação, com a mesma validade de um curso presencial;

✔  Acesso a mais de 200 cursos livres EAD 100% online e gratuito para desenvolver novas habilidades;

 Flexibilidade para caber na sua rotina – estude como, quando e onde quiser, em 6 ou 10 meses. 

Conheça nossas faculdades