Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Por que ter segurança psicológica no trabalho é extremamente importante?

homem feliz e sorrindo para ilustrar texto sobre segurança psicológica no trabalho

Você já se sentiu inseguro na hora de contribuir com uma ideia ou de apontar iniciativas que não estavam dando certo? Se isso já aconteceu, o motivo pode ser a ausência de segurança psicológica no trabalho.

Quando as pessoas não se sentem psicologicamente seguras no ambiente corporativo, podem existir muitas consequências que vão desde a falta de confiança e de inovação até a diminuição significativa nos resultados da companhia.

blog banner desconto em pós-graduação

Se você quer saber um pouco mais sobre esse assunto e entender por que é importante que as empresas priorizem esse conceito, continue acompanhando este artigo.

O que é segurança psicológica?

Este conceito foi usado pela primeira vez por Amy Edmondson, professora da Harvard Business School. Segundo ela, segurança psicológica é a crença de que ninguém será humilhado ou punido por expressar suas ideias, questionamentos, preocupações ou erros.

Quando esse conceito é aplicado no ambiente corporativo, as pessoas se sentem mais confortáveis, e dessa forma, ficam mais à vontade para demonstrar todo o seu potencial. A seguir, vamos entender um pouco mais sobre a importância da segurança psicológica nas empresas.

Por que é importante ter segurança psicológica no trabalho?

Todos os negócios, independentemente do porte, precisam saber que não é possível alcançar o sucesso pleno se suas equipes não sentirem que podem se expressar sem julgamentos.

A seguir, você conhecerá os motivos que mostram por que a segurança psicológica é fundamental para qualquer empresa.

Aumento da confiança

Imagine trabalhar em uma empresa onde a sua opinião e contribuição é sempre aceita, valorizada e incentivada. Um lugar onde você não se sinta julgado ou intimidado, mesmo se precisar sinalizar uma falha do seu chefe. Você não sentiria que pode confiar mais nas pessoas?

Quando esse conceito não é aplicado, as relações se tornam mais difíceis e, às vezes, até hostis. Em ambientes assim, as pessoas tendem a esconder mais os seus erros, perdendo a oportunidade de debatê-los e de aprender com eles.

Numa empresa em que a cultura organizacional promove a segurança psicológica, a tendência é que a confiança se fortaleça cada vez mais entre as pessoas.

Crescimento do engajamento das equipes

Quando as pessoas se sentem seguras para falar no trabalho, a participação delas em reuniões, projetos e na sugestão de resoluções para os problemas também aumenta muito. Equipes e ambientes psicologicamente seguros incentivam as pessoas a sentirem mais vontade de ir ao trabalho e de serem ativamente participativas.

Melhoria dos resultados

Uma pesquisa feita dentro da empresa Google para entender o que diferenciava equipes boas de equipes não tão boas teve um resultado impressionante: o principal responsável pela diferença entre elas era a segurança psicológica.

Sim, em equipes em que os colaboradores se sentiam seguros para assumirem riscos e se mostrarem vulneráveis entre si, os resultados eram de longe os melhores.

Isso prova que apenas ter pessoas talentosas e altamente qualificadas para o trabalho nem sempre vai ser o suficiente. Para atingir grandes resultados elas precisam se sentir seguras para expor o que pensam.

Aumento da capacidade de inovação

Já parou para pensar quantas ideias, soluções e projetos incríveis deixaram de existir porque alguém não se sentiu seguro em compartilhar? Às vezes, você mesmo já pode ter passado por uma situação assim.

Isso acontece porque, para que haja criatividade, é preciso que as ideias fluam de forma orgânica. E isso é possível acontecer se não houver um ambiente em que as pessoas se sintam confortáveis para fazer reuniões e mapear ideias.

Aumento da retenção de talentos

Pessoas que se sentem psicologicamente seguras no local de trabalho ficam mais tempo nas empresas. E não poderia ser diferente, afinal, por que sair de uma companhia que respeita e valoriza a sua voz?

Além disso, o processo de recrutamento, entrevista, contratação e treinamento de novas equipes gera altos gastos e é muito trabalhoso. Em outras palavras, vale muito mais a pena investir em promover esse conceito dentro da empresa do que lidar com a alta rotatividade de colaboradores.

Para que o conceito de segurança psicológica no trabalho passe a ser adotado nas empresas, é importante saber que ela começa pela liderança. Quando líderes mostram a capacidade de admitir e reconhecer seus erros e se desculpar por eles, eles passam a ideia de que ali é seguro demonstrar vulnerabilidade.

Enfim, diante de todos os motivos que vimos neste artigo, ter segurança psicológica no trabalho não deveria ser uma opção. Ela precisa ser vista como uma prioridade em qualquer empresa que queira ter a inclusão e a diversidade como parte de sua cultura organizacional.

E se você busca sempre o melhor para o seu futuro profissional, saiba que fazer uma pós-graduação a distância ajuda a crescer no mercado de trabalho. Conheça as opções de especialização EAD.

Conheça nossas faculdades