Ir para o conteúdo
Curiosidades

A importância da Malala Yousafzai para a educação

Malala Yousafzai

Em uma dolorosa realidade, onde até mesmo frequentar a escola pode ser considerado uma ameaça, nasceu, em 12 de julho de 1997, a personalidade que iria revolucionar a educação de sua comunidade e do mundo: Malala Yousafzai, a pessoa mais jovem a receber o prêmio Nobel da Paz. 

Filha de pai professor e dono da escola em que estudava, a trajetória de Malala como ativista começou em 2008, quando o líder do talibã – grupo extremista que dominava a região do Vale Swat – proibiu que garotas frequentassem a escola durante um mês. 

Leia também: 6 dicas de como aprender mais rápido e melhor

Malala, sob o pseudônimo de Gul Makai, começou a escrever o blog “Diário de uma estudante paquistanesa”, que ganhou repercussão mundial. Lá, a garota com apenas 11 anos contava os desafios diários que ela e outras colegas de sua idade enfrentavam na tentativa de dar continuidade aos estudos e não serem submetidas a mutilações, casamentos precoces e uma série de violências e privações comuns na região. 

Junto com sua família, que buscava protegê-la das atrocidades locais, Malala seguia resistindo bravamente, recusando-se a esconder seu rosto, usando uniformes comuns e roupas mais modernas. Até que em outubro de 2012, soldados extremistas abordaram um grupo de alunas no caminho de volta para a casa procurando por Malala – antes mesmo que pudesse se identificar, os homens atiraram quatro vezes, atingindo Malala Yousafzai na cabeça.

Leia também: 5 descobertas e invenções feitas por mulheres inovadoras que mudaram a história

Em estado grave, a adolescente foi levada ao hospital e recebeu ajuda internacional. Para garantir sua segurança e de sua família, foram transferidos para o Reino Unido, onde receberam passaportes e puderam dar continuidade ao ativismo após a recuperação. 

Malala visitou diversos países, como Quênia, Nigéria, Estados Unidos e Jordânia para incentivar os jovens a resistirem nos estudos e conversar com as autoridades locais. Além disso, concedeu importantes entrevistas e dedicou toda sua trajetória à educação. 

Graças a esse engajamento em garantir a educação de mais garotas em situação de risco, Malala Yousafzai ganhou, em 2014, aos 17 anos, o prêmio Nobel da Paz. Tornando-se a pessoa mais jovem a receber a premiação. Em seu discurso Malala agradeceu ao seu pai, por tê-la deixado voar, e a sua mãe, por ensiná-la a falar sempre a verdade. 

“Que esta seja a última vez que se diga a uma menina que a educação é um crime e não um direito”, disse a ativista ao encerrar seu discurso. 

Em 2020, Malala se formou em filosofia, política e economia pela Universidade de Oxford, na Inglaterra. Em suas redes sociais, a jovem de 22 anos comemorou: É difícil expressar minha gratidão agora que eu consegui meu diploma de filosofia, política e economia em Oxford. Não sei o que virá adiante.”

Ei, você mulher, que está lutando para alavancar sua carreira, já pensou em investir em um curso de MBA? 

Com cursos como gestão de projetos, finanças corporativas e planejamento estratégico, você encontra opções de especializações que podem ser o impulso que faltava na sua atuação profissional. Confira aqui

Conheça nossas faculdades