Ir para o conteúdo
Carreira em Pauta

Como lidar com o cansaço causado pelo excesso de reuniões on-line?

homem digitando no notebook para ilustrar texto sobre reuniões on-line

Nos últimos meses, o mundo on-line virou nossa vida e faz parte de, praticamente, 100% da nossa rotina. São reuniões on-line, trabalhar home office e interações sociais pelo virtual. Mas, chega uma hora que a nossa mente não aguenta mais e o cansaço dessa vida on-line toma conta.

Mesmo que os encontros on-line já façam parte da nossa rotina por mais de um ano, isso ainda é algo que nos causa estranheza e certo incômodo. Enquanto os encontros presenciais ainda não podem acontecer com frequência, as reuniões virtuais são a saída para conseguir manter um diálogo em tempo real.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

Só que existe um impasse nessa facilidade que são as reuniões por chamada de vídeo: a carga que elas têm para a rotina do profissional. Muitas vezes, é necessário lutar contra a fadiga, cansaço e até estresse de tanta reunião.

O aumento significativo das reuniões on-line

Junto com a necessidade em manter o distanciamento social, vieram as mudanças na forma de trabalho. As reuniões presenciais saíram de cena e deram lugar para às chamadas de vídeo que são mais frequentes e até necessárias. Com isso, foi possível perceber o aumento das empresas que desenvolvem essas plataformas de comunicação. 

A Microsoft, por exemplo, anunciou o aumento de atividade de 500% do uso do Teams para desktop e a versão mobile chegou a 200%. Hoje, essa ferramenta é uma das principais do mercado e frequentemente escolhida pelas empresas. Outra ferramenta que teve uma boa adesão foi o Zoom, que até 2019 somente 10 milhões de pessoas utilizavam essa plataforma. O número saltou para mais de 300 milhões de usuários, até abril deste ano. 

Isso significa que cada vez mais pessoas estão buscando por ferramentas que auxiliam nos encontros virtuais — profissionais ou não. Mas, por que tem sido tão cansativo lidar com essa rotina? Isso é o que vamos descobrir ao longo deste artigo.

As reuniões on-line e o cansaço por trás delas

Você já deve ter dito ou ouvido de alguém que aquela reunião poderia ter sido um e-mail, certo? Mesmo que as reuniões on-line sejam uma adaptação necessária, isso já não é algo que agrade muitos profissionais. 

Pode até parecer que as coisas estão acontecendo em tempo real, mas, na verdade, existe um leve atraso entre o momento que uma pessoa faz uma ação até os outros participantes conseguirem observá-la. Isso, muitas vezes, acaba causando um certo estresse entre os participantes dessas reuniões, um falando por cima do outro e até não entendendo nada do que foi falado porque o áudio cortou.

Leia também: Como falar bem: 6 erros que você não deve cometer

O nosso cérebro percebe esse atraso e tenta trabalhar mais pesado para ajustar e tentar restaurar a sincronia, e é aí que entra o elemento importante que está associado a esse tipo de comunicação: a estafa mental. As reuniões on-line são, comprovadamente, mais cansativas, física e mentalmente, do que quando eram realizadas presencialmente. Esse cansaço pode ocorrer por alguns motivos:

  • Fatores mentais e físicos;
  • Fatores tecnológicos;
  • Infraestrutura pessoal.

5 dicas para diminuir o seu cansaço com reuniões on-line

Mesmo que as reuniões virtuais sejam estressantes, temos que nos adaptar ao uso delas e colocar em prática algumas coisas que podem ajudar o bem-estar e, assim, tirar um pouco do peso que essa atividade tem causado. Existem algumas coisas para evitar o cansaço físico e mental com as reuniões por chamada de vídeo:

1 – Reunião on-line só quando necessário e imprescindível

Pode parecer difícil, mas essas reuniões precisam ser limitadas e o mais rápido possível, e, preferencialmente, quando não tiver outra opção para a conversa. Antes de marcar uma reunião, faça a pergunta: “um e-mail resolve ou preciso de uma reunião?”.

2 – Desligue a câmera quando possível

Ter que ficar na mesma posição durante toda a reunião é cansativo e acaba que, em algum momento, vai te distrair. Estabeleça uma relação de confiança na sua equipe e dê a liberdade para os colaboradores usarem somente o áudio.

3 – Bloqueie a sua agenda

Com o trabalho não-presencial, as pessoas sabem da rotina umas das outras pela agenda compartilhada. Ou seja, se você tem um horário disponível ou está on-line, pode parecer que está disponível para qualquer compromisso naquele momento. 

Olhe a sua agenda e pense “quais momentos você é mais produtivo e precisa de mais foco?”. Respondendo isso, vá até a sua agenda e crie eventos pessoais dizendo que é o seu momento de mais foco. Assim, você consegue demandar o período para suas tarefas mais difíceis e que precisam de foco, sem que surja uma reunião do além.

4 – Tenha momentos de pausa

Entre uma reunião e outra faça pausas. Nem sempre dá para evitar as longas reuniões e elas acabam sendo mais exaustivas do que o esperado. Por isso, a melhor forma de lidar com isso é parar para respirar, tomar um café e dar uma volta pela casa. Dessa forma, você consegue se organizar e voltar com mais foco para o trabalho.

5 – Respeite o seu expediente

Não é porque estamos em home office que o horário de trabalho deve ser deixado de lado. Evite reuniões que vão passar do seu horário, responder mensagens após ter finalizado seu dia de trabalho e, se for possível, deixe para o dia seguinte. Isso acaba gerando um cansaço emocional ainda maior quando o dia ou a semana está acabando. Tenha esse respeito por si mesmo.

É comprovado que as reuniões on-line são mais cansativas que os encontros presenciais, mas ainda não é algo que dá para mudar. Mas, é importante lembrar que todo mundo foi afetado mentalmente pelas incertezas, riscos e medos com os acontecimentos recentes. Por isso, tire um período para você e coloque aqueles planos parados em ação, como o sonho de voltar a estudar. Faça uma pós-graduação Unopar e aumente ainda mais suas chances no mercado.

Conheça nossas faculdades