Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

Educação física: confira dicas para ministrar suas aulas online

Como em todas as disciplinas do currículo escolar, profissionais de Educação Física viram-se diante de um desafio: como ministrar aulas com seus alunos dentro de casa e, muitas vezes, sem infraestrutura ou espaço para a prática esportiva? O fato é que, com as escolas fechadas devido à prevenção ao coronavírus, as aulas aplicadas na modalidade EAD (Ensino a distância) cresceram exponencialmente no Brasil e no mundo.

Mesmo com a maioria dos professores despreparados para tal função, as aulas via aplicativos, ferramentas de transmissão online e até lives, ganharam destaque diante da necessidade do isolamento social. Em decorrência deste cenário, a necessidade premente de atualizar-se na carreira e de buscar novas alternativas e formatos para as aulas fez com que os professores tivessem que reinventar o ofício. Para o caso dos docentes formados em Educação Física, a reinvenção ainda inclui a demanda por manter as crianças ativas, concentradas e disciplinadas para a prática de exercícios físicos.

Seja para ser um profissional mais adepto às aulas na modalidade EAD ou, ainda, para alcançar novos conhecimentos, o professor de Educação Física deve estar atento às novas práticas que envolvem a profissão, bem como aos cursos que agregam novos conhecimentos ao seu dia a dia.

Por isso, o Portal Pós separou algumas ideias que podem auxiliar aos docentes desta disciplina a lidar com o novo modelo com maestria e serenidade. Confira algumas dicas e prepare-se para inovar em suas aulas e clique aqui para conhecer algumas possibilidades.

Comece pelo aquecimento

O primeiro passo para fazer com que, principalmente as crianças, tenham mais disciplinas nas aulas online de Educação Física é tornar o aquecimento uma grande brincadeira. Dessa forma, vale polichinelo, corrida sem sair do lugar, pular corda e até um desenho de amarelinha, se houver espaço. O aquecimento é parte fundamental para a prática de qualquer exercício.

Alongar-se para evitar dores nos músculos os prepara para os próximos exercícios. Promover brincadeiras com cordas ou que despertem a curiosidade das crianças (como a tentativa de se esticar para pegar algo em um lugar alto) fortalece e ajuda na criação de resistência.

Promova um boliche

A ideia é criar um boliche com garrafas PET e algum tipo de bola. Uma bola de pano ou de meias pode ser usada para que não haja acidentes. Mostre na aula online a organização das garrafas, em formato de triângulo, e instigue a criança a acertar e derrubar o máximo de pinos em uma só tacada.

Além de ser uma atividade saudável, que requer concentração, a brincadeira promove o reaproveitamento de materiais, que podem ser decorados, pintados a mão ou, ainda, reciclados. Trata-se também de ensinar, por meio do exercício, práticas de sustentabilidade.

Yoga

Fazer as crianças ficarem quietas parece impossível? Torne a prática da yoga (com o início pela meditação) um hábito. Assim, repasse os exercícios de respiração e relaxamento, até que as crianças fiquem mais calmas. Em seguida, ensine posições de fácil acesso para praticantes iniciantes de yoga e lembre-se de prestar atenção se cada aluno as está fazendo corretamente.

Jogo da velha

A brincadeira pode envolver os tutores da criança. Dessa forma, com a ajuda dos adultos, faça com que a criança crie um jogo da velha. Pode ser com um lençol mais velho (que possa ser riscado) e que caiba a criança em pé em cada quadrado.

Com o uso de objetos como copinhos plásticos ou quaisquer outros que existam em certa quantidade e sejam diferentes, faça com que a criança e o adulto participante se movimentem ao tentar finalizar o jogo com as peças colocadas nos espaços.

Outros jogos

Partidas de xadrez, dama, dominó jogos de baralho ou bola de gude podem exercitar a mente da criança. É claro que a maioria dos jogos citados aqui necessitam de ao menos mais uma pessoa. No entanto, justamente por esse motivo, podem ser jogos preciosos para ensinar empatia, compreensão e colaboração entre as crianças e as pessoas de seu convívio.

Além disso, envolver os tutores no processo ― sempre que possível―, cria a aproximação necessária para suprir um pouco da falta que a convivência diária na escola causa na criança.

Você está preparado para ministrar suas aulas de Educação Física online? Conte para nós, por meio dos comentários e procure por novos cursos acessando ao Portal Pós

Conheça nossas faculdades