Ir para o conteúdo
Curiosidades

Quem foram os criadores do Google?

história do google

Quem nunca disse a frase “joga no Google” que atire a primeira pedra. O mecanismo de busca é referência como empresa de tecnologia e hoje é responsável não só por uma parcela dos serviços digitais mais utilizados no mundo (como Google Drive, Google fotos e afins), como também é a criadora de tendência de comportamento digital.

O mecanismo de busca mais usado no mundo, revolucionou a internet e transformou completamente nossa jornada virtual, tornando-a mais assertiva, personalizada e até mesmo divertida. 

Não há dúvida de que o Google é uma das maiores invenções da história. A ferramenta não é a primeira de seu tipo, mas acabou se tornando a principal para quase todas as pesquisas e possibilidades de buscas na web. Além disso, o mais surpreendente não é o nível de sucesso que a empresa alcançou, mas a linha de tempo em que isso aconteceu. 

Guia salarial 2021: confira os cargos em alta 

Mas, afinal, quem foram seus criadores?

Para relembrarmos a história do Google não precisamos olhar para tão longe, estamos falando basicamente da década de 90. Lançado em 1998, por Sergey Brin (à esquerda, na foto) e Larry Page (à direita) na Universidade de Stanford, na Califórnia, a ferramenta é fruto de um projeto de doutorado. É verdade, acredite!  Na época, os dois se conheceram por acaso. Page, com 22 anos, considerava frequentar Stanford para o doutorado, enquanto Brin, com 21 anos, já estava há dois anos no programa e foi escolhido para mostrar o campus ao futuro colega. A parceria começou no ano seguinte.

Como tudo começou?

 

A princípio eles tinham como meta analisar as propriedades matemáticas da Internet. Números e mais números. Foi assim que construíram um novo mecanismo de busca. Na época, o mais famoso era o Yahoo!, que utilizava dados manuais para funcionar. 

Pensando em revolucionar esse processo, os colegas  investiram em uma ferramenta mais inteligente, com possibilidades de pesquisas otimizadas. Capaz de analisar o volume de buscas, a qualidade dos links que apareciam nas páginas e as relações dos usuários com cada página visitada. Isso era incrível! (e ainda é, não é mesmo?)

Um ano após incorporar o algoritmo e continuar trabalhando nas pesquisas, os dois perceberam que estavam lidando com algo grandioso e impactante para a sociedade. Os resultados que obtinham eram muito superiores aos produzidos pelos mecanismos de pesquisa existentes. Não apenas isso: à medida que a web se desenvolvia, seus resultados só tinham como melhorar, já que um número crescente de páginas da Internet significava mais links e maior resolução para determinar o que era relevante para o desenvolvimento da ferramenta.

Leia também: 5 cursos de pós-graduação que estão em alta em 2021 

O nome Google para o mundo

 

Foi nesse momento que eles perceberam que o negócio iria crescer. O projeto, que então se chamava “BackRub”, passou a finalmente ser nomeado Google. Segundo o site oficial da empresa, a ideia surgiu como “uma brincadeira com a expressão matemática para o número 1 seguido de 100 zeros e refletia bem a missão de Larry e Sergey de organizar as informações do mundo e torná-las universalmente acessíveis e úteis”. Um conceito intelectual, né? 

Outra curiosidade é que o primeiro escritório do Google foi uma garagem alugada. A partir de setembro de 1998, os amigos deixaram de utilizar o dormitório da universidade e passaram a ter como espaço de trabalho a garagem de Susan Wojcicki, em Menlo Park, na Califórnia. Além disso, Wojcicki também foi a primeira gerente de marketing do Google. Hoje, ela ocupa o cargo de CEO do YouTube. 

Gostou deste artigo? Já conhecia a história do Google? Acesse o blog do Portal Pós para conhecer outras pautas inspiradoras como esta

Conheça nossas faculdades