Ir para o conteúdo
Tendências e Inovação

O que é nova economia e como funciona?

símbolo de ideia para ilustrar o que é nova economia

As transformações tecnológicas sempre causam impactos em vários aspectos da nossa vida, seja na forma como nos comunicamos, consumimos e trabalhamos. E como não poderia ser diferente, elas também modificam o funcionamento econômico de forma significativa. Mas afinal, o que é nova economia, como ela surgiu e como essa transição aconteceu?

Neste artigo, vamos te explicar o que é, como funciona este conceito e quais são os modelos de negócio que se aplicam à nova economia. Acompanhe a seguir.

banner de pós-graduação com até 60% de desconto

O que é nova economia?

Nova economia é um termo que começou a ser utilizado por muitos economistas nos anos 90. Eles diziam que a tecnologia, a internet e a globalização criaram um tipo de nova economia, com produtividade e taxas de crescimento muito maiores do que acontecia antes.

A evolução da tecnologia e da internet, ou seja, a transformação digital, mudou ao longo do tempo a forma como nós trabalhamos, nos divertimos, compramos e o funcionamento econômico como um todo. Hoje, por exemplo, podemos classificar como nova economia aquela parte da indústria da tecnologia que usa a internet para oferecer serviços inovadores como os de streaming, cloud computing e inteligência artificial.

Em outras palavras, o desenvolvimento tecnológico causou a transição de uma economia baseada em manufatura e produtos para uma economia baseada em serviços. Para entender melhor como ela funciona na prática, veja o próximo tópico.

Modelos de negócio da nova economia

Bem, já dissemos que as transformações digitais afetaram vários aspectos das nossas vidas. Isso possibilitou que as empresas mais inovadoras, principalmente as conhecidas como companhias exponenciais, identificassem nossos novos comportamentos e necessidades ao lidar com a tecnologia, e então criassem novas ofertas de serviços para atendê-las.

Se antes, na velha economia, tudo era voltado para a produção de bens de consumo, produção automotiva, mercado imobiliário, infraestrutura e força de trabalho, hoje o foco é diferente. Os modelos de negócio giram em torno de ideias e do usuário, são mais flexíveis e usam a Internet das Coisas, o armazenamento em nuvem, os algoritmos, o Big Data e o machine learning para atender as necessidades das pessoas.

Veja alguns exemplos de modelos de negócios da nova economia a seguir.

1 – Fintechs

As fintechs (combinação entre as palavras financial e techonology) são empresas que usam a tecnologia para oferecer melhores experiências no uso de serviços financeiros. Elas utilizam softwares e algoritmos para ajudar empresas, donos de negócios e consumidores em geral a gerenciarem suas finanças e realizar transações em computadores e smartphones.

2 – Marketplace

O e-commerce foi uma das áreas que mais se beneficiou do desenvolvimento tecnológico, e desta forma, permitiu conectar compradores e vendedores dentro de uma mesma plataforma de vendas. Neste modelo, uma empresa é dona da plataforma e permite que outros lojistas disponibilizem nela seus catálogos de produtos. Desta forma, a companhia proprietária do site ganha uma porcentagem das vendas realizadas no site, sem precisar manter produtos em estoque, apenas oferecendo seus serviços para que a transação seja realizada.

3 – Streaming

Outro modelo de negócio baseado no conceito de nova economia são as plataformas de streaming. As gigantes do mercado têm apostado cada vez mais em algoritmos, big data e inteligência artificial para conhecer melhor o perfil e os gostos das pessoas e passar a oferecer o melhor serviço e a melhor experiência aos seus usuários. Nomes como Amazon, Netflix, Spotify e HBO estão cada vez mais investindo em tecnologia e nos melhores profissionais capacitados nela para disputar clientes no mercado.

4 – Omnichannel

O Omnichannel é um bom exemplo de modelo de negócio da nova economia. Ele permite que os clientes usem o canal de preferência – on-line ou offline – para ter uma experiência de compra. O cliente pode estar na loja física, por exemplo, e utilizar o aplicativo da loja para efetuar a compra e receber na própria casa.

O contrário também pode acontecer, como quando o cliente realiza uma compra on-line e opta por fazer a retirada de forma presencial na loja física. Ou seja, neste modelo de negócio, todos os canais tecnológicos disponibilizados pela empresa são utilizados para facilitar a experiência do consumidor.

Exemplos de empresa que apostam na nova economia

Agora que você já tem uma ideia melhor de como a tecnologia transformou a economia e dos modelos de negócios que passaram a surgir com esta transformação, vejamos duas empresas que se destacam nesse conceito.

PicPay

Como dissemos, as fintechs souberam utilizar a tecnologia para oferecer serviços e facilidades.O PicPay, que também é conhecido como uma carteira digital, oferece serviços que facilitam os processos de compra, venda, pagamentos e gestão financeira. A empresa investe pesado em tecnologia para que as transações dos usuários possam ser feitas de forma efetiva e segura através do aplicativo instalado no smartphone.

Amazon

Para ser a gigante que é hoje, a Amazon atua em diversos setores, mas um dos seus negócios mais conhecidos é o marketplace, no qual ela é líder mundial. O maior diferencial da Amazon é que a sua plataforma e toda a sua cadeia de logística é baseada em tecnologia e no desenvolvimento contínuo dela para poder otimizar a sua operação.Ou seja, um dos principais motivos do seu grande sucesso foi a aposta em transformação digital como forma de oferecer o melhor serviço possível para os seus usuários e clientes. 

Recapitulando, vimos o que é a nova economia, como a tecnologia provocou essa transição entre a manufatura e a oferta de serviços e quais são os modelos de negócio que se aplicam a esse conceito. Agora, que tal conhecer os cursos de pós-graduação Uniderp? Aproveite!

Conheça nossas faculdades