Ir para o conteúdo
Mercado de Trabalho

Mercado de trabalho: 10 dicas para conseguir sua recolocação

mercado de trabalho

O cenário econômico mundial está abalado e em transformação, devido aos problemas causados pela pandemia do novo coronavírus. No entanto, mesmo com o desligamento de muitos profissionais de diversas áreas, conseguir sua recolocação no mercado de trabalho passa por alguns passos importantes.

Por isso, selecionamos 10 dicas valiosas que podem organizar sua vida e prepará-lo para recomeçar a busca por novas oportunidades, além de melhorar sua autoestima, confiança e motivação. Confira!

Repense seus objetivos na carreira

Rever seus objetivos na carreira é um dos primeiros passos para começar a buscar sua recolocação no mercado de trabalho. Tudo porque, ao listar suas principais conquistas e aprendizados, avaliar a experiência adquirida até o momento, bem como entender como ainda pode aprimorá-la, é fundamental para a construção de uma base sólida para entender sua procura. Além disso, fazer essa avaliação reforça a autoestima e faz com que, por meio da motivação, uma postura mais positiva e confiante seja adotada antes de enviar currículos para qualquer vaga.

Deixe seu currículo preparado

O currículo é o documento de porta de entrada para novas oportunidades. Por isso, tê-lo atualizado é fundamental. Se for o caso, tenha também um portfólio bem preparado. Além disso, vale adaptar o currículo de acordo com a vaga, direcionando-o às principais solicitações necessárias. Atenção: não é o caso de inventar habilidades que você não possui, mas de deixar o documento mais claro e sucinto de acordo com o que a vaga solicita.

Coloque suas experiências, elenque cursos extras – mesmo que ainda os esteja cursando -, e relacione todas as suas qualificações para atingir o que o recrutador está procurando em um profissional.

Use as redes sociais

Ter seu perfil no Linkedin atualizado de acordo com os dados inseridos em seu currículo também pode chamar a atenção dos recrutadores. A rede social é repleta de headhunters e pessoas especializadas na localização de novos talentos para diversas empresas. Além disso, o próprio algoritmo da ferramenta fará com que seu perfil apareça em determinadas vagas, ligadas ao seu perfil profissional.

Organize-se financeiramente

Em muitos casos, ao perder o emprego, a pessoa sente-se desestabilizada e um dos motivos é certamente preocupação com as finanças e gastos recorrentes. No entanto, sempre que possível, vale dedicar-se a fazer o exercício de juntar algum dinheiro, seja em poupança ou outro tipo de investimento de baixo risco.

Se você foi desligado da empresa e trabalhava sob o regime CLT, direitos como férias proporcionais, décimo terceiro salário, fundo de garantia e multa sobre o valor pago pela empresa, estão assegurados. Por isso, separe o que normalmente seria usado em suas contas mensais e tente manter o controle sobre o restante.

Procure cursos adicionais

Se houver possibilidade, procure investir em um curso de pós-graduação ou MBA, que complemente sua carreira. Além disso, a dica também vale para as pessoas que querem recomeçar a vida profissional em um novo mundo. Por isso, busque atentamente qual o curso melhor se encaixaria no que deseja e programe-se para cumprir a jornada de estudos corretamente. Não se esqueça de somente estabelecer metas que sejam possíveis de ser alcançadas.

Assista a palestras e faça cursos livres

Use o tempo livre a seu favor, com dedicação àquilo que complemente sua carreira. Às vezes, encontrar um curso livre de curta duração, webinars ou palestras gratuitas que sejam de seu interesse, pode complementar habilidades em seu currículo ou redes sociais.

Não esconda o real motivo de sua demissão

Esconder os fatos que o levaram a ser demitido pode ser o que se chama de “tiro no pé”. É preciso entender que, quanto mais verdadeiro você se portar em uma entrevista de emprego – que atualmente têm sido realizadas em grande maioria de forma online, melhor será sua avaliação diante do recrutador ou dos responsáveis pelo trabalho pretendido.

Faça networking

Manter o networking em dia é fundamental para começar um processo de recolocação profissional no mercado de trabalho. Cuide de sua rede de relacionamentos e tenha em mente quem poderia ajudá-lo a encontrar vagas afins ao que busca. Procure pelos amigos e conhecidos que podem indicá-lo a essas vagas e exponha seu desejo em participar dos processos seletivos.

Pense em oportunidades temporárias

Muitas recolocações no mercado de trabalho acontecem quando pessoas já conhecem o seu ritmo e habilidades. Por isso, se surgirem vagas temporárias, indicadas ou não por amigos e conhecidos, abrace a causa se for de seu interesse trabalhar futuramente nessa organização. Por meio do valor mostrado em um trabalho temporário, uma vaga fixa pode aparecer e, se você desempenhou seu papel profissional de forma que corresponda a ela, a vaga pode ser sua.

Fique atento às oportunidades do mercado de trabalho

Seja sob a consultoria de headhunters ou ainda por agências especializadas em recolocação profissional, vale ficar de olho em novas oportunidades. Procure auxílio de quem conhece e atua em recrutamento e seleção e veja vagas em empresas que você gostaria de trabalhar.

Sente-se preparado para se recolocar no mercado de trabalho? Talvez seja a oportunidade de investir em um novo curso. Acesse o Portal Pós e descubra o que melhor se encaixa em sua profissão! 

 

Conheça nossas faculdades